segunda-feira, 13 de abril de 2015

MIGUEL HADDAD - PSDB, VOTOU CONTRA O TRABALHADOR, CRIANDO A ESCRAVIDÃO ATRAVÉS DA TERCEIRIZAÇÃO!!!

Miguel Haddad - PSDB, que acabou de ser eleito como deputado federal, demonstrou toda sua mediocridade ao votar a favor do PL 4330, da terceirização, que acaba com a responsabilidade sobre os direitos trabalhistas adquiridos, isto é, o trabalhador passa a não ter mais direitos, mesmo que entre na justiça requerendo-o, inclusive acaba com os concursos públicos. UM DOS MAIORES RETROCESSOS NA NOSSA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA!!!

O PL 4330, enseja a terceirização de quaisquer atividades das empresas, ao não definir o que seria atividade fim e atividade meio e esvazia a responsabilidade da contratada, quanto a eventuais inadimplências da prestadora de serviços em relação aos seus empregados. Além de liberar a terceirização nas atividades essenciais da empresa, acaba com a responsabilidade solidária da contratante. Desse modo, se a terceirizada não arcar com as obrigações trabalhistas, a tomadora de serviços pode não ter qualquer responsabilidade pelos trabalhadores que prestavam serviço a ela e nem ser cobrada na Justiça.

Essa PL é um retrocesso aos trabalhadores, e somente podemos taxar de medíocres os seus apoiadores e seu criador de oportunista, que é empresário, se tornando um grande beneficiário, já que ficará isento de arcar com os direitos trabalhistas!
Esse projeto de lei só beneficia um lado, o do empregador! Deputado que tem compromisso real com o trabalhador, votou contra essa nova forma de escravidão!

Segundo o Juiz Soto Maior, de Direito Trabalhista de Jundiaí e especialista em direito trabalhista da Universidade de São Paulo, o projeto (4330/04), vem preconizar que terceirização 'é técnica moderna de administração do trabalho’, mas de fato, representa uma estratégia de destruição da classe trabalhadora, de inviabilização do antagonismo de classe, servindo ao aumento da exploração do trabalhador, que se vê reduzido à condição de coisa invisível.

Como pode um trabalhador, votar em deputado que é INIMIGO DO TRABALHADOR???
Abaixo postagens de especialistas que demonstram o mal que esse PL é para o trabalhador:

















TODOS CONTRA A TERCEIRIZAÇÃO, A NOVA ESCRAVIDÃO DO TRABALHADOR!!!



quinta-feira, 2 de abril de 2015

A MEDIOCRIDADE DOS POLÍTICOS JUNDIAIENSES!!!

Ontem na região central de Jundiaí, era possível ser interpelado por entrevistadores contratados por algum espertalhão, fazendo pesquisa com fins eleitorais, a fim de verificar sua real chance de se tornar prefeito.
Os nomes incluídos na pesquisa são os de sempre, os mesmos que estão no poder e nada representam ou nada produzem e que se julgam os donos da cidade!
A primeira pergunta tem a clara finalidade de comparar o atual governo fraude com os nefastos governos PSDB: Esse governo é melhor ou pior que o governo passado?
Eu diria que ambos são péssimos, e que Jundiaí é muito mais que esses dois grupos PCdoB/PT e PSDB!

São os candidatos (Deus nos acuda):

Pedro Bigardi
Miguel Haddad,
Luiz Fernando
Gerson Sartori
Paulo Malerba

Continuar com o atual governo, ou escolher um desses, é mantermos Jundiaí na mediocridade que se arrasta desde 1983. Mudou-se governos, mas continuamos província!
Jundiaí merece e tem pessoas mais capacitadas para preencher esse cargo!
2016 esta aí, e devemos não mais cometer erros, pois já conhecemos os dois lados da moeda, o PSDB que durante 20 anos administrou para seus representantes e amigos, transformando nossa cidade em seu quintal de negócios e o PCdoB/PT que entrou prometendo renovação, mas se mostrou uma grande fraude política!
É necessário uma terceira via, uma pessoa com caráter que não esteja envolvida com esses grupos, e que também não ocupe cargo de vereador, pois esses têm se mostrado também lamentáveis, afinal nossa câmara é de uma inércia absurda e recordista em projetos ilegais, o que mostra que falta competência a casa de leis!
Jundiaí precisa de um banho de urna!!!

quinta-feira, 19 de março de 2015

NÃO HÁ E NUNCA HOUVE O QUE COMEMORAR DO GOVERNO FHC - PSDB!!!

Tenho visto algumas postagens enaltecendo esse indivíduo que quebrou o Brasil três vezes, como o melhor presidente que já tivemos. Mas quem faz, ou é ignorante de história ou é oportunista!
Não estou fazendo qualquer defesa do atual governo, mas sim mostrando a verdade, pois eu sobrevivi a esse governo nefasto, então se é para falar de mudanças, que sejam melhores, pois colocar o passado nefasto, é RETROCEDER, e o PSDB não está habilitado a governar e muito menos dizer que representa o Brasil!!! Como pode se dizer contra a corrupção se é o partido com mais corruptos do país, segundo o próprio TSE - Tribunal Superior Eleitoral.
É importante que a história seja sempre contada e mostrada, para que oportunistas não a tentem mudar ou mascarar, para favorecer alguém ou algo!!!
Políticos usam da máxima que "O POVO ESQUECE OU TEM MEMÓRIA FRACA"! Ocorre que antigamente não havia a internet, então tínhamos de buscar informações através de livros, jornais e periódicos, o que dificultava e não tínhamos como disseminar a verdade de forma rápida com grande abrangência.
FHC é considerado o pior presidente que o país teve após ditadura, seu governo foi devastador, o país estagnou, não tendo qualquer crescimento, tivemos uma recessão que é inflação com desemprego, onde a inflação era de quase 50% ao ano e atingimos a marca astronômica de 11 onze milhões e quinhentos mil desempregados, ficando atrás somente da Índia. O crescimento do desemprego nas gestões FHC foi de 48,2%. Para se conseguir estabilidade de emprego, mesmo que fosse de Gari, formou-se fila de mais de 15.000 candidatos no Rio de Janeiro, parte desses candidatos, tinham diploma superior. O combustível era reajustado a cada 10 dias. O trabalhador sem dinheiro passou a comer menos e pior. 56% dos jovens estavam fora da escola. Outro recorde triste foi o de falências requeridas. O país vivia uma enxurrada de denuncias de corrupção, mas tudo era engavetado, mais de 4000 processos FHC deixou de investigar. FHC entregou de forma criminosa nossos bens ao estrangeiro. FHC assumia que o Brasil poderia virar uma Argentina, pois essa vivia uma crise sem precedentes, onde a população vivia no patamar da miséria total. A tão esquecida saúde, atingia sua pior colocação, 125 º lugar. 50 milhões de pessoas passaram a ser indigentes, isto é, 1/3 da população. No dia 26/08/1999, o Brasil parava e saia as ruas para também pedir o Impeachment de FHC, onde o bordão era "FORA FHC", participaram a população, a CNBB e os partidos de oposição, esse ato ficou conhecido como a Marcha dos 100 mil. No início de seu 2º mandato, atingiu o recorde de rejeição com 65%. Isso é só uma parte, pois se continuasse passaria de mil linhas. 
O BRASIL ANDOU PARA TRÁS DURANTE SUA GESTÃO!!!


segunda-feira, 16 de março de 2015

CONSTRUIR ALTERNATIVA POPULAR contra a chantagem do impeachment e a conciliação governista

 
 
CONSTRUIR ALTERNATIVA POPULAR contra a chantagem do impeachment e a conciliação governista

(Nota Política do PCB)

O Brasil vive hoje a continuidade da acirrada disputa observada no segundo turno das eleições presidenciais, entre dois blocos defensores do interesse do capital. Nesta disputa, surge uma proposta de impedimento da Presidente Dilma. O PCB rechaça essa proposta que, apresentada por forças reacionárias, não muda a essência do sistema e não atende aos interesses históricos da classe trabalhadora.

Apesar de o governo do PT, PMDB e seus aliados ter cedido em muitas exigências do grande capital e ter imposto os ajustes para satisfazer ainda mais os banqueiros e rentistas, setores da direita derrotados nas eleições de 2014 e parte da própria base aliada tramam para encurralar o governo e arrancar ainda mais vantagens.

Nunca nos iludimos com o canto de sereia da institucionalidade burguesa e sempre alertamos para o fato de o capital só respeitar a chamada ordem democrática instituída enquanto lhe interessa, estando sempre disposto a lançar mão de qualquer expediente inconstitucional como golpes militares ou se aproveitar das brechas da legalidade burguesa para promover golpes institucionais. Não acreditamos que o núcleo duro do capital esteja insatisfeito com os governos protagonizados pelos petistas. Mas pode ser que resolva acabar a terceirização política que concedeu ao PT, no caso de instabilidade política e econômica, já que este partido não oferece mais a vantagem de administrar bem o capitalismo e, ao mesmo tempo, desmobilizar os trabalhadores.

Esse quadro de debilidade do recente segundo governo Dilma é fruto fundamentalmente do esgotamento do ciclo petista em função de sua opção, em 2003, pela governabilidade parlamentar a qualquer preço, em detrimento da sustentação popular, por parte dos trabalhadores e do movimento de massas com vistas a mudanças estruturais. Como a estabilidade dos governos petistas reside na administração do capitalismo, o agravamento da crise desse sistema constitui o principal fator da atual crise política.

Para esse caldo de cultura, contribuem a vitória apertada da Presidente no segundo turno, a derrota eleitoral nos principais centros operários, com diminuição da bancada do PT e consolidação de uma maioria parlamentar conservadora, a perda de representatividade e combatividade da CUT e de outras entidades chapa branca.

Essa instabilidade do governo alimenta sonhos golpistas no bloco de oposição liderado pelo PSDB. Para o PMDB, favorecido como o fiel da balança de todos os governos eleitos após o pacto de elites que pôs fim à ditadura, esta situação instável oferece a possibilidade de um projeto próprio de poder. Por outro lado, a mídia destaca em primeiro plano os escândalos da Petrobrás, para tentar privatizar ainda mais a gestão desta hoje semiestatal e desgastar o governo para obter mais concessões para o capital, passando a impressão de que a velha e sistêmica corrupção inerente ao capitalismo foi inventada pelo PT que, em verdade, manteve sem escrúpulos os esquemas que herdou.

Vê-se que o governo do PT está sendo vítima de duas de suas maiores conciliações: com a mídia burguesa e com o atual modelo político. A regulamentação e democratização da mídia e uma reforma política que avançasse em espaços e instâncias de poder popular poderiam ter sido implementadas na correlação de forças de 2003, antes de o medo vencer a esperança. Além disso, o PT manteve o esquema da corrupção inerente ao Estado capitalista, e desarmou ideologicamente os movimentos sociais, com sua política de colaboração de classe.

O caminho escolhido pelo governo liderado pelos petistas foi o de formatar um pacto social com a grande burguesia e acomodar frações políticas de direita numa governabilidade sustentada pela troca de favores, cargos no governo, financiamento de campanhas e emendas ao orçamento. O resultado prático deste pacto foi o abandono das mínimas reformas populares e do atendimento das demandas da classe trabalhadora, ao mesmo tempo em que garantia as condições para a manutenção dos lucros dos grandes monopólios. Optou-se por uma sustentação política desmobilizadora, com base em programas compensatórios focados nas expressões mais agudas da pobreza absoluta.

Agora que parte da direita que vinha garantindo sua governabilidade ameaça abandonar o barco à deriva, ou buscar uma maior autonomia, e que a oposição se move de forma mais direta e ameaçadora, inclusive nas ruas, o governo se vê diante do desafio do equilibrista em cima do muro, precisando, ao mesmo tempo, manter os ajustes e a política de ataque aos trabalhadores e mobilizar os mesmos trabalhadores e setores sociais em sua defesa.

O governo Dilma se debilita não apenas pelos ataques da oposição de direita, mas também pelo oportunismo de setores do PT e do ex-Presidente Lula, que antecipam a campanha eleitoral de 2018, procurando se diferenciar da Presidente, pela esquerda, e mesmo desautorizá-la, no intuito de credenciá-lo como crítico das duras medidas impostas contra os trabalhadores. Apesar desse movimento para Lula parecer à esquerda de Dilma, ele tem defendido publicamente os ajustes e as medidas de austeridade, sob o argumento demagógico de que garantirão empregos.

Na verdade, o PT quer continuar a governar para a burguesia e pedir apoio aos trabalhadores para não ser derrubado por ela. Mas o próprio grande capital está no governo como fica claro pela nomeação de ministros, a exemplo de Joaquim Levy, na Fazenda, Armando Monteiro, no Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio, e a representante do Agronegócio, Kátia Abreu, na Agricultura, e, mais do que isto, pela política imposta nos últimos doze anos.

Ainda que acreditemos que o impedimento da Presidente seja uma chantagem dos setores conservadores e do imperialismo para arrancar mais vantagens de um governo enfraquecido, não descartamos a possibilidade de a burguesia utilizar este instrumento, caso os desdobramentos ganhem uma dinâmica negativa. Neste cenário, o governismo tenta se utilizar da defesa da legalidade institucional para mobilizar os setores populares em seu apoio. No entanto, a política econômica neoliberal que aplica é contrária aos interesses dos trabalhadores.

Por isso, o PCB denuncia a chantagem do impeachment, mas não se ilude nem concilia com o oportunismo governista, não se prestando a ser base de manobra da campanha antecipada de Lula à presidência em 2018. Os 8 anos de governo do ex Presidente foram marcados pela sua rendição aos interesses do capital e ao pragmatismo de partidos burgueses que compuseram sua base parlamentar. Além do mais, esta disputa entre PT e PSDB se dá no campo da administração do capitalismo.

Desta forma, conclamamos os trabalhadores a se organizar e lutar para garantir seus direitos ameaçados pelos ajustes anunciados pelo governo da Presidente Dilma, contra as mudanças nas regras do seguro desemprego, contra os cortes nas áreas sociais, principalmente saúde e educação, contra a política de superávits primários e os benefícios aos empresários e banqueiros, pela reforma agrária e uma política agrícola radicalmente populares, pela profunda transformação nas regras da participação política visando à construção do Poder Popular.

Conclamamos aos movimentos sociais o resgate de sua autonomia política e a construção de sua própria pauta, para a qual propomos:

Reversão imediata dos ataques à classe trabalhadora estabelecendo um conjunto de direitos que a protejam da ofensiva do grande capital, garantindo empregos, redução da jornada de trabalho sem redução de salários, defesa dos salários contra a inflação e de ganhos reais, enfrentamento à terceirização e precarização do trabalho;

Assumir o compromisso pela Reforma Agrária rompendo a submissão ao agronegócio;

Implantação de uma reforma urbana que reverta o modelo atual de modernização das cidades em favor do grande capital, que tem produzido expropriações e remoções em massa, e que seja capaz de enfrentar os graves problemas urbanos de mobilidade, saneamento, acesso à cultura e esportes e outros;

Demarcação imediata das terras indígenas e garantia das condições de vida das populações, em respeito às culturas específicas;

Imediata suspensão das chamadas medidas de austeridade que penalizam a classe trabalhadora para salvar a política de transferência de recursos públicos para o capital financeiro;

Defesa do Estado Laico, assumindo a defesa das demandas pela legalização do aborto, pela criminalização da homofobia e pelo respeito à pauta do movimento LGBT;

Reverter as privatizações, sucateamento do Estado e das Políticas Públicas pelo reinado das parcerias público-privadas;

Reverter o ataque à previdência social anulando a reforma da previdência;

Reestatização efetiva da Petrobrás e demais empresas estatais, assim como a anulação das farsas que levaram à privatização das comunicações e de empresas como a Vale e outras, recuperando a capacidade de um efetivo controle das condições de organização da economia na perspectiva popular e dos trabalhadores;

Anulação do Leilão do Campo de Libra e reversão da política de partilha com o capital estrangeiro da exploração do Petróleo no Pré-Sal;

Apuração rigorosa da corrupção nas empresas estatais e punição dos corruptos e corruptores envolvidos, com o confisco dos seus bens;

Uma profunda e radical alteração da forma política, com a adoção de mecanismos de democracia direta, no sentido do Poder Popular;

A regulação e democratização da mídia; pela suspensão das concessões públicas dos meios de comunicação a monopólios privados e imediata execução das dívidas das grandes empresas de comunicação;

Fim da política de criminalização dos movimentos sociais e do direito de manifestação impostas pela vigência da Lei de Segurança Nacional e outros dispositivos legais autoritários;

Reversão da política nacional de segurança sustentada nos aparatos das Policias Militares e no encarceramento que promove um verdadeiro massacre da população jovem e, majoritariamente, negra nas periferias das cidades brasileiras; desmilitarização da segurança pública;

Estabelecimento de uma tributação progressiva sobre grandes fortunas.

Retirada imediata das tropas brasileiras do Haiti; promover a solidariedade internacional classista e anti-imperialista.

O PCB seria o primeiro a se somar à defesa de um governo que apontasse nesta direção. No entanto, o caminho do governismo é outro: quer se servir das massas populares para legitimar um governo que vem operando uma política contra os trabalhadores, comprometido de fato com os banqueiros, o agronegócio, os monopólios industriais e comerciais e com o imperialismo, o que tem ocorrido até agora.

Por todos estes motivos o PCB denuncia as ações das forças reacionárias pelo impedimento da presidente Dilma como golpista e hipócrita, mas não participará de nenhum movimento governista com o objetivo de se legitimar perante os movimentos sociais apenas para melhor negociar a continuidade de seu governo de pacto social com a burguesia.

Estamos num momento significativo da luta de classes em nosso país: enquanto os trabalhadores começam a perder a paciência e se reanimar para a luta, a grande burguesia dá sinais de que não precisa mais da terceirização política que concedeu ao PT, que já não tem o mesmo peso social para desmobilizar as lutas de massa.

Os trabalhadores devem se preparar para qualquer cenário. Mais do que nunca, faz-se urgente a criação de uma Frente pelo Poder Popular que incorpore, na unidade de ação em torno de um programa comum, todas as forças políticas e sociais do campo anticapitalista e anti-imperialista, que construa uma efetiva alternativa de poder contra a burguesia e aqueles que a ela se associam.

Lutar, criar, Poder Popular!

15 de março de 2015

Comitê Central do Partido Comunista Brasileiro (PCB)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

PEDRO BIGARDI, O PREFEITO QUE TRAIU 140.000 ELEITORES E A FARRA DOS CARGOS DE CONFIANÇA!!!

Pedro Bigardi - PCdoB, prefeito fraude política, transformou a prefeitura e o DAE em um dos maiores cabides de empregos já vistos na região!
Onde há desempregados do PT, PCdoB, PSD, e pasmem, PSDB, Bigardi oferece acolhimento com o dinheiro nosso!
O funcionalismo e quem acreditou para elegê-lo, está revoltadíssimo, pois seu discurso era que isso não iria acontecer, que se houvesse necessidade de funcionários, abriria concursos. Pedro Bigardi condenava essa mesma atitude praticada pelo nefasto governo de Miguel Haddad do PSDB, que a 22 anos vinham transformando o que é público em cabide de empregos para lhes beneficiar em época eleitoral!
Em 2016, devemos dar um basta nesses oportunistas que transformaram nossa Jundiaí em um balcão de negócios!!!
FORA PCdoB, FORA PT e FORA PSDB!!!
Precisamos de gente nova, capacitada, com palavra, caráter e principalmente que não esteja envolvida com nenhum desses partidos, PCdoB, PT, PSDB, ou partidos que dão apoio a eles.


sábado, 7 de fevereiro de 2015

PALMAS AOS MÉDICOS CUBANOS!!! O MUNDO SE RENDE A CAPACIDADE E AO HUMANISMO DESSES!!!


POSTO AQUI DUAS MATÉRIAS QUE MOSTRAM A CAPACIDADE DOS MÉDICOS CUBANOS, QUE SALVAM VIDAS POR AMOR!!!

A VIDA NÃO DEVE SER UM COMÉRCIO!!!

ESSA É A DIFERENÇA DE SE CONSTRUIR UM MÉDICO DENTRO DE UMA IDEOLOGIA DE ESQUERDA!!!


Programa ‘Mais Médicos’ zera a mortalidade infantil em municípios do Piauí. Médicos cubanos Olívia Rodriguez Gonzalez e Omar Diaz, professores da Universidade Che Guevara, em Cuba, comemoram o feito e pacientes brasileiros se dizem satisfeitos: “O médico cubano dá atenção a gente, pergunta, fica ouvindo, explica o que gente deve fazer, orienta os exames. Eu achei melhor do que os outros, já fui atendido por vários”

Os médicos cubanos Olívia Rodriguez Gonzalez e Omar Diaz (Imagem: MeioNorte)

Os médicos cubanos Olívia Rodriguez Gonzalez e Omar Diaz, professores da Universidade Che Guerava, em sua cidade natal, Pina del Rio, em Cuba, estão trabalhando há um ano no do Posto de Saúde de Barras, na região Norte de Piauí, e sorriem quando falam da conquista em vida que obtiveram no trabalho da atenção básica.
“Há um ano não registramos nenhuma morte de criança e de gestante. Estamos sem mortalidade materna e infantil”, afirmam Olívia Rodriguez Gonzalez e Omar Diaz, no Posto de Saúde de Barras, atuando no Programa Mais Médicos, do Governo Federal.
Esta realidade de redução com a capacidade de zerar a mortalidade infantil e materna se espalhou nos municípios onde o Programa Mais Médicos foi implantando para oferecer atenção básica de saúde onde era difícil a permanência de médicos ou de número suficientes de médicos brasileiros para atender a população.
“Tem sido uma experiência muito boa. Encontramos uma comunidade muito carente, mas acolhedora, pessoas muito sensíveis, muito boas e necessitadas”, relata Olívia Rodriguez.
Segundo ela, as doenças mais frequentes são doenças respiratórias, doenças parasitárias, hipertensão, diabetes. Olívia Rodriguez e Omar Diaz fazem visitas domiciliares aos pacientes de Barras, que são programas e os pacientes atendidos são pessoas que não podem ir ao posto de saúde. São crianças com hidrocefalia, puérperas (mulheres que tiveram bebês recentemente), gestantes, hipertensos e idosos.
“Nós não temos mortalidade infantil, nem mortalidade materna. Temos registros de crianças e mães doentes, mas nenhuma chegou a óbito”, enfatiza Olívia Rodriguez, de tem 30 anos trabalhando como médica. “Isso é uma vitória”, comemora Omar Diaz.
Olívia Rodriguez e Omar Diaz afirmam que trabalhar é diferente de onde trabalharam antes com atenção básica na Venezuela, Paraguai e Paquistão, que não tinham uma rede constituída de atenção primária. “Na Venezuela não tínhamos nada, tudo era precária.
No Paraguai igual, não tinha rede implantada. No Brasil, nós temos uma rede de atenção básica de saúde, não temos médicos, mas temos uma rede criada. Nos outros países foram nós que criamos a rede de atenção primária”, falou Olívia Rodriguez.
Omar Diaz, 23 anos de formado em Medicina, sendo que oito anos trabalhando na Venezuela, avalia como muito boa a sua experiência de um ano em Barras.
“Temos encontrado uma população muito necessitada de atenção médica e todos são muito receptivos porque a população é muito receptiva com os médicos cubanos, fica muito contente com o nosso trabalho, muito compreensiva porque nós estamos ajudando a melhorar a saúde dessa população que estava carente de atenção”, falou Omar Diaz, que encontra crianças com baixo peso e desnutrição, mas não com desnutrição extrema.
Abraços e atenção ajudam na cura dos pacientes
Omar Diaz percebeu que muitos pacientes ficam curados mais rápido com um abraço, um cuidado mais afetuoso e fraterno. As pessoas ficam muito agradecidas.
Omar Diaz afirma que quando estão fazendo visitas domiciliares, os pacientes dizem que nunca um médico foram em suas casas. Pedem desculpas porque não podem oferecer refeição melhor, mas Omar Diaz e Olívia Rodriguez avisam que as famílias estão se alimentando com as mesmas refeições com que se alimentam.
“São pessoas muito carentes e quando vemos as pessoas acamadas e não podem caminhar, elas ficam muito contentes porque elas falam dos problemas de saúde que têm e nós também falamos muitas coisas. Essas pessoas ficam muito agradecidas”, fala Omar Diaz.
Omar Diaz afirma que abraçar e ouvir o paciente ajuda psicologicamente os doentes e em sua cura.
“As pessoas que estão acamadas ficam depressivas. A gente fala com elas, falamos que vão melhorar a saúde. Essas pessoas ficam psicologicamente animadas, é a palavra do médico animando o paciente. Isso ajuda na cura”, diz Omar Diaz.
“Tem pacientes que dizem que bastou o médico olhar e já melhoraram. Dizem: ‘esse médico me olhou e eu já me senti bem”, afirma Olívia Rodriguez.
“Quando o médico fala, conversa é muito importante para o paciente e também é muito importante o médico escutar o que o paciente fala. Isso é muito importante para a recuperação e melhorar ao paciente”, falou Omar Rodriguez.
Médica cubana faz terapia contra vício em medicamentos
A médica cubana Olívia Rodriguez Gonzalez iniciou um trabalho com 42 mulheres de uma comunidade da periferia de Barras com atividades fisioterápicas com 42 mulheres para que rompam o ciclo fármaco, vício de medicamentos para dormir, medicamentos ansiolíticos usados como tranquilizantes e contra ansiedade.
O ciclo fármaco é formado por medicamentos como o diazepan, rivotril, contra insônia, antidepressivos e ansiolíticos.
“O resultado é que as mulheres não tomam mais cinco medicamentos que tomavam, estão mais alegres, perderam peso. São 42 mulheres integradas nas atividades fisioterápicas”, falou Olívia Rodriguez.
O trabalho é realizado com mulheres do bairro Residencial Morada de Barras. São realizadas atividades físicas com as mulheres. A coordenadora de Atenção Básica de Barras, Saara Serafim, disse que o trabalho dos médicos cubanos é muito positivo no município.
“Foram muito bem recebidos pela comunidade. Hoje nós temos médicos pela manhã e tarde de segunda-feira a quinta-feira atendendo os pacientes da maneira adequada e a população está muito satisfeita.
Já estamos até ampliando a rede de atenção básica. Nós começamos com 17 equipes e nós estamos com 19. Graças a Deus estamos conseguindo isso porque, antes, nós tínhamos dificuldades com médicos porque eles só atendiam duas vezes na semana”, falou Saara Serafim, adiantando que chegou a ficar seis meses sem médicos para atender a população na atenção básica. Hoje Barras tem seis equipes do Programa Mais Médicos.
“A médica pergunta, fala e sorri”, diz vendedora em Piripiri
A lavradora e vendedora Maria Aparecida Ferreira, de 48 anos, estava sendo atendida no Posto de Saúde João Mariano dos Santos, no bairro Caixa D´Água, em Piripiri.
Ela vinha sendo atendida por um médico cubano que viajou de volta para Cuba e foi substituído por outra médica cubana, Maritza Duquen Labore.
Maria Aparecida Ferreira diz que os médicos cubanos dão atenção ao paciente, fazem perguntas, ficam ouvindo o que o paciente tem a dizer e sorriem.
“O médico cubano é melhor, ele dá atenção a gente, pergunta, fica ouvindo, o explica o o que gente deve fazer, orienta os exames. Eu achei melhor do que os outros, já fui atendido por vários médicos.
Os outros médicos não falavam, nem olhavam para a gente, não dava atenção, só escrevia no papel. O médico cubano ouve a gente, fala, sorri. Foi melhor, eu adorei”, falou Maria Aparecida.
A estudante do curso de Administração na Universidade Estadual do Piauí (Uespi) Laiana Moreira, de 25 anos, faz acompanhamento e controle de sua diabetes no Posto de Saúde no bairro Caixa D´Água, em Piripiri, e é atendida por médico cubano do Programa Mais Médico.
“O tratamento é mais adequado, o médico cubano dá atenção, avalia o nível de glicemia (taxa de açúcar no sangue), faz exames. A diferença entre os médicos cubanos e os outros é grande.
Eles são mais atenciosos. Dão mais atenção, perguntam o que a gente está sentindo, já os outros não, só passam os exames. Os médicos cubanos perguntam antes de pedir e autorizar os exames”, fala Laiana Moreira.

Efrem Ribeiro, Meio Norte

Fonte:http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/01/mortalidade-infantil-chega-zero-apos-mais-medicos-no-piaui.html


MÉDICOS CUBANOS QUE LUTARAM CONTRA O EBOLA SÃO INDICADOS AO PRÊMIO NOBEL DA PAZ


Médicos cubanos contra el ébola nominados al Nobel de la Paz


Brigada de médicos cubanos propuestos para el Nobel de la Paz 2015.

El Contin­gente Internacional de Médicos Especializa­dos en Situaciones de Desastre y Graves Epidemias de Cuba, será nominado para recibir el Nobel de la Paz 2015.
Durante la Conferencia anual de sindicalistas noruegos, reunida en Trondheim (norte), se aprobó por unanimidad proponer como candidato al premio Nobel de la Paz 2015 al Contin­gente Internacional de Médicos Especializa­dos en Situaciones de Desastre y Graves Epi­demias, Henry Reeve de Cuba.
La embajadora de Cuba en ese país, María Esther Fiffe Cabreja, destacó las proezas que de for­ma cotidiana realizan los miembros del contingente y como, “con un trabajo abnegado, estos profesionales ganan el reconocimiento, el amor y respeto de millones de seres humanos en el planeta”.
Añadió Fiffe Cabreja que, “en nombre de la vida y de la Revolución, se salvan vidas y se socorre a millones de personas afectadas en el mundo por desastres y epidemias, como es el caso de los 256 profesionales de la salud que viajaron a África occidental para combatir el ébola”.
El contingente Henry Reeve lleva el nombre del joven norteamericano que murió luchando por la independencia de Cuba del colonialismo español.
En Contexto:
El Gobierno cubano entrenó a 461 doctores y enfermeros, quienes durarían en Sierra Leona aproximadamente seis meses.
La nación caribeña fue la primera en atender el llamado de la Organización Mundial de la Salud (OMS) para cubrir las necesidades de personal en la región.
Durante esa lucha el médico cubano Félix Báez contrajo el ébola mientras se encontraba en Sierra Leona, como parte de la brigada especial llegaron a ayudar a las personas infectadas del virus. Fue trasladado a Ginebra (Suiza) el 20 de noviembre luego que la Organización Mundial de la Salud (OMS) sugiriera que el galeno debía ser trasladado a un centro especializado en enfermedades de alta transmisibilidad en esa ciudad suiza.




domingo, 28 de dezembro de 2014

O FIM DE UMA FARSA! AÉCIO NEVES LEVA ZERO E É ELEITO O PIOR SENADOR DO BRASIL!!!



Sei que para muitos, política é algo chato de ler e muitas vezes compartilhar! Mas eu como vocês, queremos um país melhor, e tenho lutado por isso e tentado levar e mostrar a todos quais são as melhores opções para termos um pais digno, onde não haja nenhuma distinção entre seus habitantes e todos possam usufruir dos mesmos direitos.
Nesse último ano, o Brasil viveu uma onda verde e amarelo, que teve a clara finalidade de enganar a população, criada pela direita, por um grupo de políticos oportunistas do PSDB, por partidos que se ligaram a esse em busca de benefícios, não para a população, e sim para seus caciques, e pela mídia, que sempre sobreviveu a altíssimos contratos firmados com esses. Por conta disso, cresceu o ódio  e o preconceito contra nossos irmãos nordestinos, falaram em separar o pais,  nossos irmãos menos favorecidos foram chamados de vagabundos, e se acentuou a homofobia, tudo por que esses em sua maioria se opunham em apoiar o candidato que era o representante desse grupo, Aécio Neves, um indivíduo que seu próprio estado, Minas Gerais, repudia, e o colocavam como o que havia de melhor na política, como o político mais capaz do Brasil, que traria inúmeros benefícios a sua população de imediato, e que sua reputação era ilibada, mesmo recaindo sobre ele várias denúncias, mas que seus apoiadores de pronto, diziam ser mentiras.  Aqui em Jundiaí não foi diferente, um grupo de apoiadores desse partido nefasto, agia da mesmo forma sorrateira, com agressões verbais e provocações de todos os tipos. Outro absurdo foi ver amigos meus e face amigos, que os tinha como centrados, me questionando sobre meu posicionamento em não defender esse candidato e até me ofendendo verbalmente, sendo que eu nunca defendia o PT, defendo sim um país socialista com igualdades!
Esse grupo perdeu a eleição, mas mesmo assim, ainda tentava de maneira ardilosa enganar a população, fazendo passeatas e dizendo que haviam sido roubados!
Mas a farsa teve seu fim! A Revista Veja, aquela mesma que apoiou Aécio Neves, acaba de classificar seu pupilo como o PIOR SENADOR,  o ÚNICO senador que obteve a nota ZERO, quer dizer: NÃO TEM QUALQUER CAPACIDADE!!!
Por ai podemos concluir: Se a Veja fez das tripas coração para tentar eleger esse indivíduo e hoje lhe dá nota ZERO, é evidente que essa revista enganou o Brasil com suas publicações mentirosas em defesa de proteger quem eles queriam como presidente, mesmo que esse fosse o pior. Mas entre ter o pior que lhes protegeria e ter um governo que talvez não atendesse aos seus interesses, apostaram e jogaram no pior! A mídia do Brasil, sempre postou informações que lhes favorecessem, e as manipulou para que a população achasse que o que eles editavam era o correto. Então meus amigos e amigas, vocês sempre foram enganados. Está na hora de abrirem os olhos e começarem a criar suas opiniões por informativos independentes, deixarem as velhas mídias cheias de vícios de lado.
Imaginem o desastre para  nosso país se esse indivíduo tivesse sido eleito, as consequências nefastas que poderia trazer de volta, assim como foi a administração FHC-PSDB, que sempre relembrei para nunca mais vivermos aquele desastre.
Dar seu voto é muito mais que defender um partido ou uma pessoa, temos uma grande responsabilidade ao elegermos alguém, pois devemos ser consciente que um governo irá reger a nossa vida, a da nossa família e a de nossos irmãos e se queremos o melhor para todos esses, devemos estar bem consciente a quem direcionamos a direção de nosso futuro.





sábado, 27 de dezembro de 2014

CÂMARA DE VEREADORES EM JUNDIAÍ PRA QUÊ???

A COMPROVAÇÃO DA INÉRCIA E DO TOTAL APOIO A TODAS AS ATITUDES DO EXECUTIVO PELA CÂMARA DE JUNDIAÍ!!!

PELO FIM DA CÂMARA MUNICIPAL E CRIAÇÃO DE CONSELHOS DE BAIRROS, SEM QUALQUER CUSTO!!!

Ele dizem que fiscalizam o executivo através de requerimento, mas não fazem qualquer ação concreta!!!

Discordo completamente do posicionamento da Câmara! Pois se não fosse por minha atuação, a de Cesar Tayar e do PCB - Partido Comunista Brasileiro, de Jundiaí, cidadãos sem qualquer cargo público, não haveria qualquer denuncia ou processos junto ao Ministério Público ou no Tribunal de Contas. Não há oposição na câmara! Certeza disso são as eleições pra presidente da casa de leis que ocorreram em 2013, com a eleição que todos já sabiam de Gérson Sartori e nessa semana que também todos já sabiam do Marcelo Gastaldo, ambas por unanimidade, isto é, sem nenhum voto contra, o que significa que todos jogam no mesmo time. Quem perde com isso? O munícipe, que elegeu vereadores, que tem a clara e única função de fiscalizar o executivo, mas esses passam a dar apoio ao prefeito, mesmo sendo de partidos que não apoiaram sua eleição, principalmente o PSDB, que era seu concorrente, e hoje comem nas mão do Pedro! O mais recente processo, foi minha cautelar contra a concorrência conhecida pelos carros de alto luxo blindados no valor anual de R$ 30 milhões, que o Cesar protocolou e o TC não permitiu a concorrência, mas os vereadores nem sabiam disso!
Da forma como age nossa câmara, Jundiaí não precisa de vereadores, pois eles fazem e apoiam todos os pedidos do Prefeito. Sou completamente a favor da extinção da câmara, pois nos custa uma fortuna mensalmente e não dá resultados. Assim seriam criados Conselhos de Bairros, onde o próprio morador seria o representante e com certeza iria defender melhor sua cidade, e o melhor ainda, não haveria custo, pois não precisaríamos ficar bancado ninguém!

 

domingo, 21 de dezembro de 2014

AS VITÓRIAS DA REVOLUÇÃO CUBANA E DE SEU POVO!!! VIVA A REVOLUÇÃO!!!

1- Analfabetismo zero
2- Desnutrição infantil zero
3- Violência urbana zero
4- consumo de crack zero
5- quantidade de protestos contra o governo zero
6- Quantidade de manifestações públicas de apoio ao socialismo : incontáveis vezes
7- Liberdade para inimigos do regimes entrar e sair dos país
7- Moradores de ruas zero
8- Crianças pedindo esmolas zero
9- Prostituição infantil zero
10- Saúde que segundo a ONU é referência para o Mundo.

E aguardem que com o fim do bloqueio vem por aí mais Vitórias.....
Esse é o meu sonho, é o sonho de Karl Marx se realizando em uma ilha, bem que poderia ser no resto do mundo.

SOMENTE OS ESTÚPIDOS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR OU FECHAM SEUS OLHOS PARA ESSAS GRANDES VITÓRIAS!!!

sábado, 20 de dezembro de 2014

DIPLOMAÇÃO DE LUIZ FERNANDO MACHADO, PSDB, OCORRE DE FORMA IRREGULAR, POIS SUAS CONTAS CONTINUAM REPROVADAS!!!

De acordo com o TRE, o candidato eleito a deputado estadual Luiz Fernando Machado, pelo PSDB, até o dia 19, data da diplomação, continuava com suas contas de campanha reprovadas, sendo que nesse dia em uma tentativa de mudar a sentença entrou com novo recurso as 16:09 h no TRE, que ainda não foi julgado, então prevalece a julgamento do dia 09/12, que determinou a DESAPROVAÇÃO de suas contas!
Dessa forma fica a pergunta: SE ELE ESTÁ IRREGULAR, COMO PODE SER DIPLOMADO???
Lembrando ainda que esse candidato mais Miguel Haddad eleito deputado federal, sofrem processo de pedido de cassação de seus mandatos, que se encontra no Ministério Público Eleitoral, por uso ilegal da rádio Difusora em plena campanha.


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

PELA CASSAÇÃO DE JAIR BOLSONARO, POR FALTA DE DECORO, E ASSUMIR QUE É ESTUPRADOR E FAZER APOLOGIA AO CRIME!!!


VAMOS ASSINAR!!!

CONVIDO A TODOS MEUS AMIGOS E AMIGAS, E AQUELES QUE ESTÃO INDIGNADOS, A ASSINAREM A PETIÇÃO QUE PEDE A CASSAÇÃO POR ASSUMIR QUE É ESTUPRADOR E FEZ APOLOGIA AO CRIME, ALÉM DE COMETER FALTA DE DECORO PARLAMENTAR!!!


sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

ATO ILEGAL DE MIGUEL HADDAD - PSDB, PODE DETERMINAR A FALÊNCIA DO HOSPITAL SÃO VICENTE!!!


Durante 20 anos, o PSDB administrou Jundiaí de forma irresponsável! Pois sempre acreditou que se perpetuariam no poder e seus atos irresponsáveis, seriam encobertos ou conseguiriam ir protelando. 

Esse grupo não pode alegar despreparo ou desconhecimento, pois seus integrantes em sua maioria detém diplomas superiores e não são marinheiros de primeira viagem! Eles desrespeitaram mesmo as legalidades dos atos, e nunca se preocuparam se o Tribunal de Contas iria detectar, pois se julgaram sempre acima da lei.
Um desses atos irresponsáveis, foi praticado pelo ex prefeito Miguel Haddad com o Hospital São Vicente, que coloca essa instituição a beira de uma possível falência. Imaginem Jundiaí sem esse hospital, o caos que seria para muitos jundiaienses e pacientes de outras cidades!
Essa administração já fechou dois outros hospitais de Jundiaí, o da Ponte São João e o Maternidade! Então para eles, qual a dificuldade de terminar com mais um? 
Miguel Haddad, com toda sua benevolência, resolveu enviar muito mais dinheiro que era devido ao HSV, o que não é permitido, e ele sabia disso, pois não era seu primeiro mandato! 
Após a apresentação das contas do HVS o valor que a prefeitura deveria enviar seria de R$ 29.730.002,88, mas de forma que ninguém consegue entender, ele enviou R$ 89.041.628,28, isto é, 199,50% além do valor que era legal! MAS POR QUÊ? 
Nossos nobre edis, vereadores, não conseguiram detectar que isso estava ocorrendo, sendo que eles tem a principal finalidade de fiscalizar o executivo, então coube ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, detectar essa irregularidade e julgar tal ato improcedente e ilegal.

A situação é gravíssima, principalmente por se tratar de dinheiro público, que muitos tratam com descaso, como foi esse ato, já que o HSV terá de devolver aos cofres públicos R$ 57.974.429,28,  em 30 (trinta) dias da notificação, devidamente acrescidos de juros moratórios, suspendo-o de novos recebimentos, até que comprove junto ao Tribunal de Contas a regularização do julgado irregular e ilegal.
Isso significa que o HSV primeira paga o R$ 60 milhões, para depois continuar a receber de sue convênio com o SUS, mas o HSV não tem R$ 60 milhões em caixa para pagar essa dívida, e não tendo, deixara de receber o dinheiro do convênio, fazendo com que não consiga pagar seus funcionários, médicos e fornecedores, criando totalmente um caos no sistema de saúde pública de Jundiaí.

Os envolvidos nessa situação Miguel M. Haddad, Tânia Regina Gasparini Botelho Pupo e Marco Antonio Paes de Freitas, José Cruz Gimenez e Antonio Pedro Vendramim, têm de serem responsabilizados de forma dura, pois Jundiaí está realmente a beira do caos na saúde pública devido a irresponsabilidade desses gestores que continuam na vida pública como se nada tivessem cometido de errado.

Faço as seguintes perguntas:

1 - Por que repassou muito mais do que devia?
2 - Para que seria usado esse dinheiro?
3 - Onde foi usado esse dinheiro?
4 - Sabendo que havia dinheiro a mais, por que não fiscalizou?
5 - Sabendo que o TC detectaria tal irregularidade, por que a cometeu?

Outra situação vergonhosa, é ver a mídia jundiaiense, rádios e jornais, omitirem da população tão situação. afinal para eles em se tratando do PSDB, há um peso e duas medidas, para esses só as láureas mesmo havendo irregularidades, para os outros os rigores da lei. 

E então "nobres" vereadores, até quando irão repousar em berço esplêndido?








Nesse link do TC poderá ter acesso ao processo em PDF:

http://www2.tce.sp.gov.br/arqs_juri/pdf/434012.pdf

domingo, 16 de novembro de 2014

EMPREITEIRA DA DAE-JUNDIAI, RECONSTROI CALÇADA, MAS TRANSFORMA A DO VIZINHO EM DEPÓSITO DE LIXO E ENTULHOS!!!

Lamentável a forma de agir da empreiteira e a omissão da DAE-JUNDIAÍ.
Após essa empreiteira ter trocado a rede d´agua que atende as residencias da Rua Henrique Dias na região central, foi necessário o seu retorno nessa quarta, dia 12, para que refizesse a calçada do imóvel de nº 60, mas todo o entulho criado nessa reforma, bem como sobra de alimentos do almoço dos executores, foram depositados e deixados na calçada em frente ao imóvel  de nº 79, que pertence a dois deficientes físicos e mentais, que não tem meios de reclamarem.
Na quinta feira, entrei em contato com a DAE, expliquei o caso a telefonista, que me transferiu para a pessoa responsável, mas como essa não podia me atender, anotou toda a reclamação e iria repassar a esse responsável. Na sexta feira, vendo que não ocorreu a retirada do entulho e lixo, liguei novamente e a telefonista se mostrou surpresa, já que o responsável havia lhe prometido que iria resolver na quinta; mas não consegui falar com esse responsável novamente, pois não se encontrava, ela iria reforçar minha reclamação quando este chegasse, mas já notificava o setor. Estamos hoje no domingo, quatro dias após a primeira reclamação e o lixo e o entulho continuam sobre a calçada!
Essa omissão da DAE - JUNDIAI, só vem somar a mais outras tantas denuncias contra essa administração desgastada de Jundiaí, que entrou com o compromisso de moralizar e mudar a trajetória de nossa cidade, que ainda usa um slogam que mais está para piada: CUIDAR DA CIDADE É CUIDAR DE PESSOAS, e nesse caso não cuidou nem de uma nem da outra!
Será necessário os moradores retirarem esse lixo e entulho e irem deixar na portaria da DAE para que essa se pronuncie?
Qual será o motivo de sua omissão? 
Mas o problema dos moradores dessa rua, não se resume somente a isso, na entrada, junto a Vigário JJ Rodrigues, há um grande buraco criado por conta dos serviços e no final dessa também retiraram todo o asfalto, tudo está na terra, quer dizer, os moradores em dia de seca. vivem na poeira e nos dias de chuva, na lama! O pouco asfalto que existe está se esfarelando e com chuva sendo levado pra dentro da galeria de água pluvial. A rua Henrique Dias, é um verdadeiro caos devido ao abandono!

Entulho e lixo imóvel nº 79

Calçada refeita imóvel nº 60

Buraco no acesso à rua

Buraco no final da rua