quarta-feira, 2 de setembro de 2015

PCB DE JUNDIAÍ TOMA A FRENTE E QUER A RETIRADA DE MUROS E CANCELAS EM BAIRROS RICOS QUE PROÍBEM ACESSO DA POPULAÇÃO!!!

Na esteira da segregação social em curso na cidade de Jundiaí, moradores do bairro capitalista Jardim Brasil fecharam a região sob as barbas do prefeito municipal e de sua secretária de planejamento.

Esta atitude contraria a Constituição Federal e o Supremo Tribunal Federal que garantem ao povo brasileiro o direito à locomoção, descartado pelas autoridades jundiaienses.



Na realidade está em andamento um processo de organização da cidade em guetos de riqueza cujo objetivo é separar a classe rica da classe operária e menos favorecida que está sendo empurrada para a periferia do município para não "incomodar" a aristocracia capitalista local.

Lembrando que outro bairro que fechou suas ruas a população é o Jardim Ana Maria, com a conivência do ex prefeito Miguel Haddad - PSDB.

Só um detalhe: As despesas comuns destes bairros que estão sendo fechados, serão pagas por toda a população de Jundiaí.

Diante deste verdadeiro Apartheid social em que a cidade de Jundiaí vive, com a leniência das autoridades locais, o Comitê Municipal do Partido Comunista Brasileiro de Jundiaí protocolou uma representação junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo solicitando a intervenção daquele órgão no sentido de que os bairros que estão sendo fechados voltem à condição antiga deixando as ruas livres para a locomoção do munícipe, um direito inalienável do cidadão jundiaiense e brasileiro garantido pela Constituição Federal e pelo Supremo Tribunal Federal.




 




Nota Fernando Zingra: A grande hipocrisia disso é quererem barrar o acesso da população a esses bairros, mas continuarem a usufruir dos serviços públicos, pagos também pela população que querem barrar! 
Querem transformar um bairro em condomínio? Pois então que sejam justos, paguem pelo o que não é deles, ressarcindo o município de todos os gastos com os serviços públicos desde a criação, já que devido a manutenção desse, o bairro se valorizou e comprando todas as áreas públicas, incluindo as ruas, baseando o m² em valor de mercado, com o pagamento a vista, e deixem de usufruir do poder público, passando a agirem como realmente um condomínio, onde toda a manutenção desse é de responsabilidade de seus moradores.


O EMPRÉSTIMO DO BNDES QUE NÃO CHEGOU EM JUNDIAÍ! SERÁ QUE MIGUEL HADDAD IRÁ INVESTIGAR SEU GOVERNO???

A nebulosa historia do empréstimo de R$ 45 milhões do BNDES mas que só chegaram R$ 37 milhões na prefeitura de Jundiaí, durante gestão do então prefeito Miguel Haddad - PSDB.

Lembrando que Miguel Haddad é o deputado federal que disse que intimará o ex presidente Lula para depor na CPI sobre possíveis irregularidades com empréstimos do BNDES.


O SITU - Sistema Integrado de Transporte Urbano foi construído na gestão do ex-prefeito Miguel Haddad. Na época as pessoas pagavam várias passagens para se locomoverem de transporte coletivo pela cidade. Haviam duas alternativas para a solução deste problema: A instalação do sistema de bilhete único e a construção de uma rede de terminais urbanos. As duas propostas tinham o mesmo resultado, ou seja, o munícipe iria pagar apenas uma passagem para se deslocar para onde quisesse dentro de Jundiaí.

Apenas uma questão diferia os dois projetos: O sistema do bilhete único teria custo zero para a prefeitura enquanto que o sistema de terminais custaria ao erário, segundo as autoridades da época, módicos R$ 70 milhões.
Pasmem os senhores: O então prefeito Miguel Haddad escolheu a segunda hipótese preferindo implantar um projeto que custou aos cofres municipais R$ 70 milhões ao invés de não gastar nada com o bilhete único. Destes R$ 70 milhões, o valor de R$ 35 milhões foi gasto com recursos próprios da prefeitura e os outros R$ 35 milhões foram emprestados do BNDES.
Só um detalhe: O BNDES liberou esse dinheiro sem a apresentação dos projetos e dos orçamentos correspondentes.
Dias atrás a imprensa divulgou que o deputado federal pelo PSDB, Miguel Haddad, fará parte da CPI do BNDES instalada na Câmara dos Deputados com o objetivo de investigar todos os empréstimos sem a apresentação de projetos realizados por aquela instituição financeira.
Que tal o parlamentar jundiaiense começar o seu importante trabalho investigando o empréstimo de R$ 35 milhões que ele mesmo fez quando era prefeito da cidade na implantação do malfadado SITU ?

Vamos lá deputado. Vamos passar este país a limpo começando pelo seu próprio mandato como prefeito de Jundiaí. E pode ter a certeza de uma coisa: Terá o apoio dos vereadores, principalmente os do PT.

O vice-prefeito de Jundiaí, Durval Orlato, quando era um deputado federal, apresentou um requerimento endereçado ao ilustre Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, a respeito do empréstimo do BNDES para o SITU em Jundiaí.
Depois desse ato não tocou mais no assunto.
Por que o então deputado federal Durval Orlato calou-se ? Por que não foi a fundo nesta questão ? Sinistro, muito sinistro tudo isso.
Resumo da obra: Além da ausência de projetos, sumiram desprezíveis R$ 8 milhões do empréstimo do BNDES para o SITU e o então nobre deputado federal Durval Orlato fez um modesto requerimento só para fazer de conta que estava investigando. E ficou tudo por isso mesmo.
Leiam no link abaixo o requerimento emitido pelo então deputado federal do Partido dos Trabalhadores, Durval Lopes Orlato:

http://www.camara.gov.br/sileg/integras/158677.pdf




segunda-feira, 17 de agosto de 2015

AJUDE A PREFEITURA DE JUNDIAÍ ENCONTRANDO O ERRO, POIS A MAIS DE 20 ANOS ELES PERSISTEM NESSE!!!




A mais de 20 anos existe uma faixa para pedestres que me é um incógnita, por ela estar bem no meio de um canteiro, isto é, quem a utilizar, dará de frente com uma árvore e várias plantas, além de ser canteiro, e para atravessar esse ponto, o destruirá, e em dias de chuva, pisará no barro que ali se formará. Mas outro fato curioso é onde ela se inicia, bem na frente de um posto de combustível, que tem toda a frente como acesso para veículos, deixando mais vulnerável os cidadãos que ali ficarem para sua travessia.
Essa faixa existe a muito mais de 20 anos, e por esses dias essa administração a repintou, mas não repintou a outra faixa que fica no semáforo 50 metros a frente que está correta. Pergunto a prefeitura: Por que existe essa faixa? Principalmente se há outra ao lado colocada em local correto! 
Essa faixa está localizada na frente do posto de combustível na av. Jundiaí, esquina com a rua Com. Videlmo Munhoz.






sexta-feira, 14 de agosto de 2015

CALÇADA EM JUNDIAÍ DEFINITIVAMENTE NÃO É PARA PEDESTRE!!!

No bairro do Engordadouro, mais propriamente na av. Pedro Clarismundo Fornari, iniciando-se na Vila Marlene até a igreja, na administração de Miguel Haddad - PSDB, foram implantados postes de linha de transmissão que ocupam toda a calçada, dificultando a passagem, obrigando quem quiser passar a sair na rua, criando o risco de atropelamento.
Talvez venham dizer: Quando implantaram essa posteação não havia calçada. Mas ai que entra a capacidade e o bom senso, pois só deveriam ter liberado essa implantação, após saberem o diâmetro do pé do poste e a largura da calçada, pois sabiam onde se localizava a calçada, tanto que essa posteação em momento algum vai para cima de algum muro ou no leito corroçável.
Mas esse tipo de entrave não para por ali, na marginal da Anhanguera, que dá acesso do trevo da avenida Jundiaí, até a faculdade Anchieta, podemos ver outro grande absurdo, toda a posteação implantada depois da calçada pronta, bem no meio desta. Obra realizada na gestão Ary Fossen, também do PSDB.
Nossa região central, que quase não tem calçadas,  também tem suas pérolas, pois postes de radades, sinalização e semaforos estão implantados no meio do pouco que se tem.
A prefeitura também deveria começar a corrigir a questão das calçadas em relação a casas e prédios antigos, que são derrubados e construídos outros, na hora da construção do novo, ser exigido o recuo, para facilitar o acesso a calçada e também por uma questão de segurança, pois temos prédios novos que a rede de energia elétrica com tensão de 13.000 volts, passa junto a janela.
Será que dá para os entenderem que toda obra causa um impacto, e quem sofre esse impacto é o cidadão? Então esse deve ser analisado para que seja o menor possível.
Jundiaí é uma cidade que não mais suporta indivíduos que querem brincar de prefeito!






O DESCASO DAS ADMINISTRAÇÕES MIGUEL HADDAD E PEDRO BIGARDI PARA COM O ARTISTA INOS CORRADIN!!!

A administração passada do nefasto PSDB sob a batuta de Miguel Haddad, começou essa obra, e vendo que não conseguiria fazer seu sucessor simplesmente a abandonou, deixando tudo largado. Já a gestão Pedro Bigardi recomeçou, mas um simples espelho d´agua com algumas luminárias, vem se arrastando a 2 anos e 8 meses, isto é, daqui 1 ano e 2 meses esse governo fraude política termina e também não estará pronta, e pelo caminhar da carruagem, é tido como certo a não reeleição de Pedro Bigardi, então talvez como Miguel Haddad, não se importará em conclui-la.
Isso demonstra o total descaso para com a população e principalmente com INOS CORRADIN, um artista de renome internacional que eleva nossa tão sofrida cidade.
Só posso classificar esses governos de incapacitados, por não conseguirem terminar a obra de uma praça em quase 8 anos!




APÓS DENUNCIA, GOVERNO PEDRO BIGARDI ENGANA BAIRRO DO ENGORDADOURO LIMPANDO SÓ ONDE O PADRE PASSA!!!

No dia 26 de julho, fiz denuncia através desse blog da situação calamitosa que se encontra o bairro do Engordadouro com o título: ENGORDADOURO VIRA LIXÃO DE ENTULHOS DE CONSTRUÇÕES!!!. Onde entulhos de reformas de apartamentos, casas e de jardinagens, estão sendo jogados nas ruas e terrenos vagos em todo o bairro, transformando-o em um verdadeiro lixão.
Ontem voltei ao bairro acompanhado do pré candidato a prefeito Cesar Tayar,  para conversarmos com comerciantes sofre o total descaso que esse vem sofrendo das administrações públicas, e pudemos constatar que fizerem uma limpeza parcial, como diz o ditado, "somente onde o padre passa", isto é, somente limparam onde era mais visível e há passagem constante de pessoas. Ao redor dos condomínios e alguns pontos mais escondidos, o lixo anterior está lá e novos já foram jogados. Mudam-se prefeitos, mas as atitudes são sempre iguais, na hora do voto são os melhores, mas na hora das ações, não há qualquer atitude! 

ANTES








ATUAL





MAS NESSES LOCAIS NÃO FORAM RETIRADOS NADA E MAIS LIXO ESTÁ SE ACUMULANDO









Jundiaí sofre nas mãos de governos incapacitados e oportunistas.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

MEDO DA CONCORRÊNCIA!!! CESAR TAYAR, PRE CANDIDATO A PREFEITO DE JUNDIAÍ, TEM BLOG CLONADO PARA ATACAR DELEGADO!!!

Nem começou a campanha pra prefeito e a baixaria já começou! Dessa forma já podemos adivinhar o nível imundo que algum candidato trará a sua campanha sujando nossa Jundiaí.
César Tayar, é Dentista, Secretário Político do PCB e blogueiro do Blog do Beduíno, um blog que mostra e denuncia todo o esgoto da política jundiaiense, e também um dos poucos a fazer enfrentamento contra os que se acham donos da cidade.
Na segunda feira dia 3, foi informado que circulava na rede social, um falsificação grosseira de seu blog, com matéria atacando um pré candidato a prefeito, hoje vereador e delegado.
Mas o tiro saiu pela culatra, pois o incapacitado e canalha deverá responder agora a inquérito policial e será processado pelo vereador delegado e por Cesar Tayar.
Alguns imbecis sem qualquer cultura ou educação, acham que podem usar a internet para postar toda insanidade que lhes vêm ao seu cérebro minusculo sem que sejam penalizados.
Podemos ver também ataques a Cesar Tayar por desocupados incapacitados defensores de partidos de direita que estão querendo se projetar politicamente, então como não têm o que oferecer, oferecem o que sempre receberem em sua educação, baixaria!
Por conta disso, o Jornal Jundiaí Notícias, realizou entrevista e matéria mostrando a verdade!
Esse tipo de ataque, comprova que Cesar Tayar é mais do que capacitado para ocupar um cargo público e seu caráter e moral está acima de qualquer suspeita.

Aqui podemos ler a matéria publica no Blog do Beduino:

FALSÁRIOS DA INTERNET ! ! !

Tivemos nesta semana uma pequena amostra de como será o nível da campanha eleitoral de 2016.

Alguns chefes de pessoas desocupadas da política local fraudaram um post deste blog fazendo acusações ao vereador e delegado Paulo Sérgio Martins. O post falso foi veiculado no facebook.

Esse é o tipo de política rasteira existente neste modelo intestino de militância partidária que ocorre na cidade.

Nesta quarta-feira fomos entrevistados pelo jornal Jundiaí Notícias onde relatamos a lamentável ocorrência que representa uma herança imunda dos 22 anos de coronelismo político que domina o município.

Assistam ao vídeo e entendam o ocorrido


quinta-feira, 6 de agosto de 2015

DEPUTADO LUIZ FERNANDO MACHADO - PSDB TEM CONTAS REJEITADAS DEFINITIVAMENTE PELO TSE E DEVE PERDER MANDATO!!!


Recentemente o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo desaprovou as contas da campanha de 2014 do deputado estadual Luiz Fernando Machado, do PSDB. O parlamentar entrou com vários recursos naquela colenda corte mas foram todos rejeitados.

Em uma última e desesperada medida o tucano protocolou ainda no TRE-SP um Agravo de Recurso Especial conseguindo levar, assim, sua rejeição de contas ao Tribunal Superior Eleitoral em Brasília.

Em publicação datada de 03/08/2015, sobre o referido processo de nº 504043.2014.626.0000, o TSE manteve a decisão do tribunal paulista e também desaprovou as contas do deputado estadual do PSDB.

Eis alguns trechos da sentença do Tribunal Superior Eleitoral:

"...Nesse sentido, bem observou a d. Procuradoria Regional Eleitoral em seu parecer de fls. 194/195. É o caso dos autos, em que recursos, gastos com combustíveis foram utilizados sem a necessária passagem pelas contas de campanha. Dessa-maneira, a desaprovação das contas é medida imperativa..."

"...Verifica-se que a irregularidade detectada é insanável, impossibilita o efetivo controle da Justiça Eleitoral sobre o financiamento da campanha e contraria o disposto nos artigos 10, 18 e 40, I, "g" , da Res. TSE n. 23.406/14, comprometendo a regularidade e a confiabilidade das contas, motivo pelo qual as contas devem ser desaprovadas..."

"...Por todo o exposto, e em consonância com o parecer da d. Procuradoria Regional Eleitoral, julgo DESAPROVADAS as contas de LUIZ FERNANDO ARANTES MACHADO - NÚMERO 45160, relativas a campanha eleitoral de 2014..."

"...Por essas razões e nos termos do art. 36, § 6º, do Regimento Interno do Tribunal Superior Eleitoral, nego seguimento ao recurso especial interposto por Luiz Fernando Arantes Machado.

Publique-se.

Intime-se.

Brasília, 3 de agosto de 2015.

Ministro Henrique Neves da Silva

Relator

O distinto Deputado ainda sonha em ser prefeito de Jundiaí, mesmo com as contas rejeitadas.
Veremos como irá agir a justiça em mais um caso do PSDB!!!

domingo, 2 de agosto de 2015

COMO ASSIM!? SAIRAM R$ 45 MILHÕES DO BNDES PRA JUNDIAÍ, MAS SÓ CHEGARAM R$ 37 MILHÕES, NA GESTÃO MIGUEL HADDAD - PSDB???


Matéria extraída do blog:

JUNDIAÍ PASSADA A LIMPO com CESAR TAYAR


A nebulosa historia do empréstimo de R$ 45 milhões do BNDES mas que só chegaram R$ 37 milhões na prefeitura de Jundiaí, durante gestão do então prefeito Miguel Haddad - PSDB.




O SITU - Sistema Integrado de Transporte Urbano foi construído na gestão do ex-prefeito Miguel Haddad. Na época as pessoas pagavam várias passagens para se locomoverem de transporte coletivo pela cidade. Haviam duas alternativas para a solução deste problema: A instalação do sistema de bilhete único e a construção de uma rede de terminais urbanos. As duas propostas tinham o mesmo resultado, ou seja, o munícipe iria pagar apenas uma passagem para se deslocar para onde quisesse dentro de Jundiaí.
Apenas uma questão diferia os dois projetos: O sistema do bilhete único teria custo zero para a prefeitura enquanto que o sistema de terminais custaria ao erário, segundo as autoridades da época, módicos R$ 70 milhões.
Pasmem os senhores: O então prefeito Miguel Haddad escolheu a segunda hipótese preferindo implantar um projeto que custou aos cofres municipais R$ 70 milhões ao invés de não gastar nada com o bilhete único. Destes R$ 70 milhões, o valor de R$ 35 milhões foi gasto com recursos próprios da prefeitura e os outros R$ 35 milhões foram emprestados do BNDES.
Só um detalhe: O BNDES liberou esse dinheiro sem a apresentação dos projetos e dos orçamentos correspondentes.
Dias atrás a imprensa divulgou que o deputado federal pelo PSDB, Miguel Haddad, fará parte da CPI do BNDES instalada na Câmara dos Deputados com o objetivo de investigar todos os empréstimos sem a apresentação de projetos realizados por aquela instituição financeira.
Que tal o parlamentar jundiaiense começar o seu importante trabalho investigando o empréstimo de R$ 35 milhões que ele mesmo fez quando era prefeito da cidade na implantação do malfadado SITU ?
Vamos lá deputado. Vamos passar este país a limpo começando pelo seu próprio mandato como prefeito de Jundiaí. E pode ter a certeza de uma coisa: Terá o apoio dos vereadores, principalmente os do PT.


O vice-prefeito de Jundiaí, Durval Orlato, quando era um deputado federal, apresentou um requerimento endereçado ao ilustre Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, a respeito do empréstimo do BNDES para o SITU em Jundiaí.
Depois desse ato não tocou mais no assunto.
Por que o então deputado federal Durval Orlato calou-se ? Por que não foi a fundo nesta questão ? Sinistro, muito sinistro tudo isso.
Resumo da obra: Além da ausência de projetos, sumiram desprezíveis R$ 8 milhões do empréstimo do BNDES para o SITU e o então nobre deputado federal Durval Orlato fez um modesto requerimento só para fazer de conta que estava investigando. E ficou tudo por isso mesmo.
Leiam no link abaixo o requerimento emitido pelo então deputado federal do Partido dos Trabalhadores, Durval Lopes Orlato:


segunda-feira, 27 de julho de 2015

RUA HENRIQUE DIAS NO CENTRO EM TOTAL ABANDONO!!!



RUA HENRIQUE DIAS EM TOTAL ABANDONO!!!



Ao final da rua por ser uma descida, acumula-se sujeira, está crescendo mato, o asfalto está se desfazendo e caindo no bueiro, esse está tomado por lixo e a grelha aberta, a praça na sua esquina com a rua Vigário JJ Rodrigues, é ponto de tráfico e consumo de drogas e também serve como banheiro. Os varredores não varrem a rua, não há coleta de lixo reciclável e muito menos do cata treco. Falta uma luminária no último poste, o que deixa a rua escura e por várias vezes devido a isso foi fuga de bandidos ou esses entram nela para se esconderem.
Até parece que essa rua não existe, mas as cobranças de IPTU ocorrem! As reclamações no 156 são uma constante.
Em 2011, gestão Miguel Haddad do PSDB, fiz várias matérias em vários bairros, incluindo principalmente a região central, mostrando o total abandono; 4 anos após, na administração Pedro Bigardi do PCdoB/PT, que prometeu mudar a história de Jundiaí, volto a mostrar a região central, novamente abandonada!
O que mudou? Somente as caras, pois as atitudes e o descaso são todos iguais! 
Podemos afirmar que PCdoB, PSDB e PT, é tudo farinha do mesmo saco, interessam a eles somente o poder. A população só é lembrada em época eleitoral, quando começam fazer algo ou lhe fazem promessas mil! 

domingo, 26 de julho de 2015

ENGORDADOURO VIRA LIXÃO DE ENTULHOS DE CONSTRUÇÕES!!!

Moradores do Engordadouro pedem ajuda já que estão cansados de verem seu bairro se tornando um verdadeiro depósito de entulhos de construções e jardinagens. Alegam que antes das construções dos vários condomínios na região, não havia esse problema. Afirmam terem presenciado várias vezes um trator tipo Tobata com uma carreta transportando entulhos e despejando-os. Muitos desses produtos são químicos e poluem o meio ambiente. Alegam que a Prefeitura sempre foi omissa, já que vivem a reclamar e nada é feito.
Os entulhos podem ser achados em todos os terrenos, calçadas e meio de ruas, a começar pela Av. Pedro Clarimundo Fornari, até a região da UNIP. 
Desde 1983, ano que André Benassi assumiu a prefeitura, quando começou o boom imobiliário até os dias de hoje, a prefeitura nunca se preocupou no impacto que os condomínios e loteamentos causam, visto que as empresas construtoras sempre estiveram ligadas aos prefeitos. Essa nova administração para se eleger, criticou muito a falta de estudos de impacto, principalmente no governo anterior de Miguel Haddad, mas podemos ver hoje que nada mudou, tudo continua como antes. Os negócios prosperam e a população jundiaiense que se acostume e sofra com os efeitos colaterais causados por essa expansão. Não sou contra o desenvolvimento de Jundiaí, mas que esse seja feito de forma responsável, organizado e sustentável! Eu pergunto e a população também deveria perguntar: ONDE ESTIVERAM E ESTÃO TAMBÉM O VEREADORES???
Uma solução para isso, seria a criação de lei que proíba que todo entulho e  material de jardinagem saíam dos condomínios ou qualquer construção sem destino certo, pois como a coleta de lixo não os recolhe, alguém se encarrega de dar um fim, e nem sempre esse fim é apropriado. Agora se essa lei existir e não está sendo cumprida, alguém sempre foi omisso e incompetente!