quarta-feira, 13 de abril de 2016

MIGUEL HADDAD - PSDB FALA EM MORALIDADE, MAS ESCONDE QUE SUAS CONTAS FORAM REJEITADAS!!!




MIGUEL HADDAD PEDE IMPEACHMENT, MAS NÃO CONTA QUE SUAS CONTAS COMO PREFEITO FORAM REJEITADAS!!!

ENGANANDO O POVO ! ! !

Nesta foto o deputado federal Miguel Haddad faz pose, junto com seus pares, a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff devido às chamadas pedaladas fiscais apontadas no Tribunal de Contas da União.

Na realidade, o parlamentar jundiaiense do PSDB não fica nem mesmo vermelho quando aparece nas fotos. Pede a cassação da Presidente da República, quando quem deveria ser cassado seria ele próprio.

Como podemos ver no quadro abaixo, o ínclito e vestal da seriedade administrativa, Miguel Haddad, quando era prefeito de Jundiaí, teve quatro contas declaradas irregulares e rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

É como sempre diz a Bíblia: " Antes de apontar o argueiro no olho de seu próximo, retire a trave de seu próprio olho ".

Confiram os dados das condenações do celestial Miguel Haddad:

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

Relação de responsáveis por contas julgadas irregulares

Período de trânsito em julgado: 02/10/2008 a 17/03/2016

Responsável - CPF - Processo TC - Trânsito em Julgado - Origem - Exercício - Observações

MIGUEL MOUBADDA HADDAD - 964.768.508-49 - 800167/144/10 - 10/11/2014 - Prefeitura Municipal de Jundiaí - 2010 -Apartado(*)

MIGUEL MOUBADDA HADDAD - 964.768.508-49 - 224/003/12 - 19/01/2016 - Prefeitura Municipal de Jundiaí - 2010

MIGUEL MOUBADDA HADDAD - 964.768.508-49 - 907/003/10 - 19/01/2016 - Prefeitura Municipal de Jundiaí - 2009

MIGUEL MOUBADDA HADDAD - 964.768.508-49 - 1185/003/12 - 20/10/2014 - Prefeitura Municipal de Jundiaí - 2011

Não é possível que um parlamentar que teve suas contas declaradas irregulares e rejeitadas pelos órgãos competentes continue gozando da cara da população. A cidade de Jundiaí não merece isso.

Miguel Haddad e Paulinho da Força, réu por formação de quadrilha e desvio de dinheiro público.


domingo, 13 de março de 2016

Miguel Haddad integra comitiva do corrupto PSDB na Av. Paulista que é repudiada e expulsa sobre gritos de Corruptos, Filhos da Puta e Ladrão de Merenda!!!

Cidadãos inteligentes recebem comitiva do fascista e apoiador de ladrões de merenda Geraldo Alckmin, do corrupto PSDB na qual fazia parte o deputado federal por Jundiaí Miguel Haddad, aos gritos de CORRUPTOS, LADRÃO DE MERENDA E FILHOS DA PUTA.
Nessa comitiva de corruptos participavam MIGUEL HADDAD, PAULINHO DA FORÇA, CARLOS SAMPAIO, ANTONIO EMBASSAHY, AGRIPINO MAIA E ALOYSIO NUNES!!!
Agripino Maia não aparece na foto, mas aparece no vídeo!!!



FAZENDO O DISCURSO DE GOLPISTA NO PALÁCIO DOS BANDEIRANTES




NA VAN A CAMINHO DA PAULISTA TODOS SORRIDENTES COMEMORANDO O GOLPE



TODOS SENDO RECEBIDOS DE FORMA INTELIGENTE 























domingo, 28 de fevereiro de 2016

ENQUANTO OS MILITANTES SE DEGLADIAM, OS CACIQUES ESTÃO TODOS JUNTOS E MISTURADOS!!!

As redes sociais se tornaram um verdadeiro campo de batalha para os apoiadores do PSDB, PT, PCdoB ou partidos de apoio, pois seus militantes vivem em guerra constante, querendo provar que seu candidato é melhor que o do outro partido.
E isso não é diferente em Jundiaí, onde antes das eleições de 2012, PSDB ex governo e PCdoB/PT, hoje PSD/PROS, atual, eram inimigos declarados, não só pelos militantes, mas pelos "donos" dos partidos, e logo após a eleição da maior fraude política de Jundiaí, Pedro Bigardi, passaram a sentar na mesma mesa, já que os interesses se sobrepõe aos da população. 
Jundiaí não tem oposição, e podemos confirmar pela inutilidade da câmara de vereadores, que tudo apoiam do que vem da prefeitura, sem qualquer contestamento, mesmo que fira o erário.
Aliás, oposição,  cabe somente a eu Fernando Zingra, Cesar Tayar e ao PCB, contestarmos e barrarmos através de denuncias no Tribunal de Contas, no Ministério Público ou através de ações populares os desmandos praticados por esse governo ou o do PSDB, que mesmo após quase 4 anos fora do poder, continua a render processos.
Esses velhos políticos, a anos vendem a ideia de serem os melhores, e seus partidos são formados por muitos políticos denunciados por corrupção ou com vários processos por má gestão, políticos que transformaram cargos públicos em empregos ou meio de ficarem milionários.
Os militantes desses partidos deveriam começar a enxergar que são massa de manobra, que são marionetes nas mãos de oportunistas, que os usam para criarem um teatro, a fim de enganarem a população de que um partido fiscaliza o outro, mas por detrás dos bastidores, acordos espúrios são feitos.
Existe uma forte conversa, que ainda não se pode confirmar, mas que o atual prefeito fraude política Pedro Bigardi, que já foi inimigo declarado do PSDB local, devem se unir para unificarem o poder, e esse não mais escorrer ou pelas mãos de um ou pelas mãos de outro, tanto que o prefeito visando essa aliança, abandonou de forma traiçoeira o PCdoB, se filiando ao PSD, partido o qual seu presidente, sempre foi apoiador e integrante dos governos nefastos do PSDB. Temos nessa debandada geral também, o abandono do barco pelo vice prefeito, do ex presidente da câmara e de secretários, pois seria impossível uma aliança PSDB com o PT ou PCdoB. Será que em breve, esses militantes terão de bater continência para os que eles criticam e atacam???
Essa é a política que eu repudio, a do toma lá dá cá, pois isso não traz benefício a população, e sim somente aos pseudos políticos que a praticam!!!
Pelas fotos abaixo, podemos ver o que era impossível até 2012, mas quando os interesses são comuns, vale tudo!!!









ALGUMA DÚVIDA QUE ESTÃO TODOS JUNTOS E MISTURADOS???

domingo, 21 de fevereiro de 2016

PSDB, PREGANDO A DESGRAÇA À 20 ANOS NO ESTADO DE SÃO PAULO!!!

"Caramba !!! Alguém me explica?

Alckmin manda cassar liminares de 8000 pacientes de câncer.
Deixa 9 milhões de pessoas sem água.
Rouba 1 bilhão do metrô.
Deixa o PCC tomar conta do estado.
Acaba com a Santa Casa.
Fecha escolas e 3000 salas de aula.
Não dá aumento aos professores há 4 anos.
Corta 10.000 vagas do ensino técnico.
Tem sua campanha reprovada e financiada em 75% pelo cartel que assaltou o metrô.
Promete 30 km de metrô e não entrega nem 3.
Promete despoluir o rio Tietê e o Pinheiros e os deixa mais imundos depois de gastar 3 bilhões.
Confisca o crédito da Nota Fiscal Paulista.
Aumenta DUAS VEZES em um ano a conta de água e ainda estabelece multa de 50% pra mandar m* com cloro pras nossas caixas d'água.
Promove três secretários condenados por propina e lavagem de dinheiro na Suíça.
Decreta sigilos de até 50 anos sobre documentos públicos pra que ninguém saiba o que o vagabundo está fazendo na surdina.
Manda enterrar mais de 60 CPIs.
Rouba merenda de criança!
E tem gente que defende com gosto!
Aí depois vão tentar me convencer que todos os problemas do Brasil se resumem ao PT, Dilma e Lula.



Se existe o caos no estado de São Paulo, é porque é criado por esse governador fascista e seu partido corrupto, o PSDB!!!





quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

CESAR TAYAR CONTA SOBRE O FECHAMENTO DA FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ POR BENASSI E MIGUEL HADDAD!!!

O pré candidato a prefeitura de Jundiaí, dentista, político, blogueiro e articulista Cesar Tayar, nos conta em seu artigo, publicado no jornal Jundiaí Notícias, sobre a nebulosa tentativa de porem fim a uma das mais conceituadas faculdades de medicina do Brasil, a de Jundiaí, por o então na época prefeito Benassi e seu pupilo vereador Miguel Haddad, ambos hoje do PSDB! Pois Benassi, queria a todo custo que a Faculdade tivesse um diretor por sua indicação, e se assim não fosse, a fecharia!
Obs.: Coincidentemente, o governador Geraldo Alckmin de São Paulo, Marconi Pirilo de Goiás e Beto Richa do Paraná, todos do PSDB, declararam guerra contra  educação, fechando escolas e a sucateando! 
Parece que o PSDB é contra escolas e educação!!!
Atitude vergonhosa e lamentável.



Artigo: O fechamento da FMJ
    Cesar Tayar 

Durante a gestão do então prefeito Pedro Fávaro e após a aprovação pela Câmara Municipal, sob a presidência do vereador Paulo Ferraz dos Reis, foi promulgada a Lei nº 1.506, no dia 12 de março de 1968, criando a Faculdade de Medicina de Jundiaí, como entidade autárquica do Município.
Vale salientar que, a partir de 1971, a Faculdade passou a contar com a ajuda dos médicos que atuavam no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, como Professores Assistentes das áreas clínicas, cabendo lembrar os nomes de Júlio Ferreira, Célio Ciari, Antonio Mendes Pereira, Edward Aleixo de Paula, Murilo Rodrigues Viotti, Lavoisier França Silveira, Antonio Carlos Ferragut, Eurico Malagodi, Natalino Filipini, entre outros.
O tempo passou e a faculdade foi se consolidando como uma escola médica de alta qualidade servindo como um parâmetro para a assistência de saúde na cidade que passou a ser colocada da seguinte maneira: antes e depois da criação da Faculdade de Medicina.
Porém, a cidade começaria a viver tempos trágicos em sua política, que iria refletir decisivamente na faculdade, com a chegada ao poder de um grupo político liderado pelo advogado André Benassi.
E chegou o ano de 1984. Assume a diretoria o vice-diretor, Prof. Dr. Antônio Monteiro Cardoso de Almeida, em virtude da indecisão de André Benassi quanto à escolha do novo diretor de lista sêxtupla a ele encaminhada, o que obedeceria o ritual da legislação e do Regimento Interno da Faculdade. O Prefeito foi convidado pela Congregação para reunião em seu prédio sede quando afirmou categoricamente: "Ou tenho um diretor meu ou fecho a faculdade"
Assim se fez. Naquele mesmo ano o alcaide enviou um projeto de lei à Câmara Municipal extinguindo a Faculdade de Medicina. Este projeto foi aprovado. À medida em que os vereadores votavam na sessão da Câmara Municipal a favor do fechamento da escola, os alunos, que lotavam o plenário do legislativo, atiravam moedas nos edis. Um dos parlamentares que votou pelo fechamento da escola médica e também recebeu na tribuna moedas atiradas pelos acadêmicos foi o então vereador Miguel Haddad.
Esse foi um episódio que aos poucos vai se perdendo no tempo mas que retrata a mentalidade tacanha de André Benassi e Miguel Haddad, que tanto mal fez à cidade e que, até hoje, é sinônimo de um atraso político sem precedentes em Jundiaí. Precisamos ficar vigilantes para que políticos desta nefasta estirpe nunca mais assumam o cargo de prefeito da cidade.

Artigo publicado em 17/02/2015 - Jornal Notícias Jundiaí 

Nota: Cesar Tayar é jundiaiense, dentista, político, blogueiro, articulista, e um dos fundadores da TV Japi e da UNIODONTO. Seu Blog do Bedúino é um dos únicos que mostra todo o esgoto político de Jundiaí.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

BAIRRO DO ENGORDADOURO VOLTA A SER DEPÓSITO DE LIXO E ENTULHOS!!!

Em julho de 2015, já denunciei essa prática ilegal de moradores e empreiteiros da região do Engordadouro que estão fazendo reformas civis, e ao invés de contratarem caçambas que tem um mísero custo perto do de uma reforma, e é a forma civilizada de se desfazer do lixo e entulho criados por essas, despejam todo esse nas ruas do bairro!!!
Após a primeira denuncia, a prefeitura foi ao local e fez toda a limpeza, mas ocorre que isso não basta, já que a falta de civilidade é muito grande, então é necessário medidas drásticas como, colocação de câmeras ligadas a prefeitura ou GM nos locais que ocorrem esse despejo, ou a criação de lei que obrigue todo cidadão que vá fazer reforma, que informe a prefeitura e seja obrigado contratar uma forma de se desfazer do entulho com a fiscalização da prefeitura. Enquanto alguns cidadãos, se assim o puder chamá-los, não aprenderem viver em sociedade, são necessários criações de regras.
Mas quem deveria estar de olho com o que acontece no município seriam os vereadores. Jundiaí tem 19 vereadores, mas infelizmente, nenhum cumpre o papel que lhes cabem, estão mais preocupados em fazerem acordos e com sua reeleição, que sinceramente eu acho que não deveria ocorrer com nenhum desses, pois foram 4 anos de muito desperdício de dinheiro público para nada ser feito em nossa cidade!!! Então faço sempre aquela pergunta: 

Jundiaí tem 19 vereadores mesmo pra quê???

Prefeitura vamos fazer a limpeza! Os entulhos podem ser achados em todos os terrenos, calçadas e meio de ruas, a começar pela Av. Pedro Clarimundo Fornari, entrando pela Igreja do Engordadouro até a região da UNIP e na rua Antonio Passilongo.


 
 



 








NOS EUA, CRIANÇAS NEGRAS ERAM USADAS COMO ISCA DE JACARÉS!!!


Esse é o EUA que sempre se disseram mais civilizados que os outros povos e que pregam a paz através da pratica de invasões e guerras em outros países!!!

Não pense que isso faz parte de séculos atrás, pois até meados do século XX, isso era uma realidade!!! Que tipo de ser humano é capaz dessa atrocidade???

Leiam a matéria:


Simone Guimaraes

Durante a escravidão e até meados do século vinte, bebés negros foram usados como isca de jacaré no Norte e Centro da Florida nos Estados Unidos de América.

Os caçadores de jacarés roubavam os filhos quando as mães, muitas delas escravas estavam ocupadas com seus afazeres diários. Algumas seriam crianças de um ano de vida ou menos. Outras crianças eram roubadas à noite mediante ataques brutais contra seus pais, de seguida amarravam uma corda em volta do pescoço e ao redor de seu torso junto de uma árvore no pântano ou eixavam-nas em gaiolas como se fossem galinhas.

Como as crianças choravam e gritavam os jacarés apareciam rápido para devora-las, em questões de minutos os jacarés estavam sobre elas. O caçador que se mantinha distante não dava conta da presença do jacaré, já que a caça era realizada a noite, então somente quando o animal atacava a criança e tentava arrasta-la no pântano para devorar ou quando começava a come-la viva é que os caçadores conseguiam se aperceber da presença do mesmo através dos movimentos e esticar da corda. Somente nesta altura que eles partiam em direcção ao bebe e matavam o animal.

A revista Time, em 1923, relatou que os caçadores da cidade de Chipley, Flórida, praticavam tais actos, mas a cidade negou-o como "uma mentira boba, falsa e absurda."

A prática tem sido documentada em pelo menos em três filmes: "Alligator Bait" (1900) e "O 'Gator eo pickaninny" (1900). E a história de dois meninos negros que serviam de isca de jacaré foi contada em "Fúria Untamed" (1947).

Na verdade, o termo "isca de jacaré" era comum em todo o Sul dos estados unidos, pelo menos, da década de 1860 até ao ano de 1960 foi um insulto racial e uma ameaça que os brancos usavam para "domesticar" as crianças negras resilientes.

Mas na década de 1940 no Harlem, em New York ", isca de jacaré" aplicada aos negros de qualquer idade - particularmente aqueles que eram da Flórida.

Finalmente, em termos de iconografia, a partir de, pelo menos, a década de 1890 até os anos 1960, as crianças negras eram frequentemente retratado como isca de jacaré nos brinquedos para as crianças brancas, saboneteiras, escovas de dentes, cinzeiros e, especialmente, em cartões postais enviados através do correio dos EUA.

Fonte: http://www.modestoneto.com.br/2016/02/bebes-negros-eram-usados-como-iscas.html




SERÁ A MICROCEFALIA CAUSADA POR AGROTÓXICOS DA MONSANTO??? E O ZIKA VÍRUS USADO PRA DESVIAR A ATENÇÃO???


Vejam as matérias e comecem a questionar.
Há muitas matérias de médicos com credibilidade e organizações renomadas que dão como certo que o Zika vírus não é o causador da microcefalia, e sim os agrotóxicos, principalmente os da Monsanto. Mas curiosamente essas matérias não são publicadas pela grande mídia, que normalmente são atreladas a políticos e aos grandes grupos, o que faz com que as desconfianças fiquem cada vez mais fortes.
Como só vemos matérias falando do Zika vírus, somente estou postando as que contestam.
A Monsanto é condenada no mundo todo por seus agrotóxicos altamentes venenosos e cancerígenos e por sua transgenia, que não existe qualquer pesquisa que diga que isso é benéfico para o ser humano, aliás, há vários relatos, principalmente em Portugal de deformações genéticas em animais.
No Brasil essa empresa é defendida pela bancada ruralista com apoio maciço do PSDB.
Abaixo as matérias publicadas que levam a questionar.

Noticia do canal R7

Mais de 3.100 grávidas têm zika vírus na Colômbia, mas não há registro de microcefalia

http://noticias.r7.com/saude/mais-de-3100-gravidas-tem-zika-virus-na-colombia-mas-nao-ha-registro-de-microcefalia-10022016

Notícia UOL via REUTERS

Mais de 3.100 grávidas têm Zika vírus na Colômbia, diz governo

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/reuters/2016/02/06/mais-de-3100-gravidas-tem-zika-virus-na-colombia-diz-governo.htm


Noticia TERRA 

Colômbia tem mais de 3 mil grávidas infectadas com zika

http://noticias.terra.com.br/mais-de-3-mil-gravidas-infectadas-com-zika-na-colombia-diz-governo,8abc52728c6164185b343db1de49810dww3fgw71.html


Médicos citam larvicida da Monsanto como potencial causa de microcefalia no Brasil

http://www.publikador.com/saude/paulo-machado/medicos-citam-larvicida-da-monsanto-como-potencial-causa-de-microcefalia-no-brasil


Governo do RS suspende larvicida Pyriproxyfen depois de relatório que associa produto à microcefalia

Pesquisadores argentinos indicam que a má-formação cerebral detectada em bebês que vivem em áreas onde o produto é utilizado "não é coincidência"

http://epoca.globo.com/tempo/filtro/noticia/2016/02/governo-do-rs-suspende-larvicida-pyriproxyfen-depois-de-estudo-que-associa-produto-microcefalia.html


Informe de médicos sobre o vírus Zika, Oxitec e veneno da Monsanto

https://caminhoalternativo.wordpress.com/2016/02/09/informe-de-medicos-sobre-o-virus-zika-oxitec-e-veneno-da-monsanto/


Pontos principais:


1- A epidemia de Dengue no Brasil se sustenta em forma endêmica (permanente) na marginalidade e miséria de milhões de pessoas, sobretudo no Nordeste brasileiro. Agora se soma a circulação do vírus Zika, uma doença similar, embora mais benigna.

2. Se detecta aumento de malformações congênitas em forma muito chamativa, sobretudo microcefalia em recém nascidos. O Ministério da Saúde brasileiro rapidamente o vincula com vírus Zika. Embora desconheça que na zona onde vivem os doentes, há 18 meses aplicam um larvicida químico que produz malformações nos mosquitos, e que este veneno (piriproxifeno) o estado o aplica na água de consumo da população afetada.

3. As epidemias prévias de Zika não geraram malformações em recém nascidos, apesar de infectar 75% da população dos países, tampouco países como Colômbia registram casos de microcefalia e sim muito Zika.

4. O piriproxifeno que se utiliza (por recomendação da OMS) é produzido pela Sumimoto Chemical, uma subsidiária japonesa da Monsanto.

5. Os médicos brasileiros (Abrasco) denunciam que a estratégia de controle químico contamina o ambiente e as pessoas e não consegue diminuir a quantidade de mosquitos, e que esta estratégia aponta a uma manobra comercial da industria de venenos químicos com profunda inserção nos ministérios latinoamericanos de saúde, na OMS e OPS.

6. Fumigar massivamente com aviões como se está avaliando por parte dos governos do Mercosul é criminoso, inútil e uma manobra política para simular que se tomam medidas. A base do avanço da doença se encontra na inequidade e a pobreza e a melhor defesa passa por ações baseadas na comunidade.

7. A ultima estratégia aplicada no Brasil e que pretende ser replicada em todos nossos países é a utilização de mosquitos transgênicos; um fracasso total, salvo para a empresa que fornece os mosquitos.

Para acessar ao informe em PDF para imprimir, click aqui: Informe Zika de reduas (295)

Introdução

A crônica epidemia de Dengue no Brasil (praticamente endêmica no Nordeste brasileiro junto com a pobreza e marginalidade de milhões de pessoas) se adiciona desde há 9 meses um brote de Zika, virose também transmitida por mosquito Aedes.
Em Pernambuco cerca de 4000 crianças recém nascidas em 2015 apresentam malformações congênitas, principalmente MICROCEFALIA (cabeça menor do que o normal). Rapidamente o Ministério da Saúde do Brasil afirmou que era consequência da infeção pelo vírus Zika(1)

Descoberto em 1947 no bosque Zika em Uganda, o vírus ZIKA é um arbovírus do gênero Flavivirus, similar ao vírus da dengue, a febre amarela, a encefalite japonesa, ao da febre do Nilo Ocidental, e os vírus da encefalite de São Luis. Os primeiros casos humanos de infecção por Zika se descreveram na década de 1960 na África, logo apareceram brotes no sudeste da Ásia e na Oceania(2).

Até o ano 2007 em que uma grande epidemia explodiu em Yap, uma ilha do Oceano Pacífico (Micronésia), as infecções por Zika tinham permanecido limitadas a casos esporádicos ou epidemias de pequena escala. Durante a epidemia em Yap, se estimou que três quartas partes da população local tinham sido infectadas.(2)

A área de distribuição em expansão do ZIKA converteu a febre Zika numa doença emergente, confirmada pela presente epidemia que afeta a Polinésia francesa desde outubro de 2013 e a Nova Caledônia com casos reportados desde fins de 2013. Estas ilhas do Pacífico se caracterizam pela grande quantidade de mosquitos que proliferam, sobretudo nas aldeias de população nativa. (2)

Em maio de 2015, a Organização Mundial da Saúde reportou casos autóctonos identificados no Brasil. Em dezembro, o Ministério da Saúde desse país estima que 440.000 a 1.300.000 casos suspeitos da doença do vírus Zika haviam se produzido no Brasil em 2015. (2)

A verdadeira incidência da febre Zika é desconhecida, devido as manifestações clínicas que imitam a infecção pelo vírus da dengue, e a falta de provas de diagnóstico de laboratório fiável simples. Nas zonas endêmicas, os estudos epidemiológicos mostraram uma alta prevalência de anticorpos contra ZIKA. Por exemplo, a epidemia de Yap em 2007 deu lugar a uma taxa de ataque de 14,6 a cada 1.000 habitantes e uma soroprevalência de 750 a cada 1000 habitantes depois da epidemia (ou seja que 750/1000 tiveram a infecção sem desenvolver doença). A infecção parece ser sintomática só em 18% dos casos. (2-3)

Costuma apresentar-se como uma síndrome similar à influenza, geralmente confundida com outras infecções por arbovírus como o vírus da Dengue ou o da Chikungunya. A forma típica da doença se associa a uma febre de baixo grau (entre 37.8°C e 38.5°C), artralgia, em particular das pequenas articulações das mãos e os pés, mialgia, dor de cabeça, dor retro-ocular, conjuntivite e erupção cutânea maculopapular. Problemas digestivos (dor abdominal, diarreia, prisão de ventre), ulcerações de membranas mucosas (aftas) e prurido podem ser mais raramente observadas. A astenia depois da infecção parece ser frequente.(2)

Em Dezembro de 2013, durante a epidemia de Zika na Polinésia Francesa se informa aumento de casos de Síndrome de Guillain Barré, uma parálise neurológica que se vincula a deficiência imunológica gerada por vírus, vacinas ou/e tóxicos ambientais. (4) Não há referências a casos de malformações congênitas.

Zika no Brasil

Em janeiro de 2016 a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) publica uma Nota Técnica e Carta Aberta ao Povo Brasileiro(1) questionando a análise lineal do Ministério da Saúde brasileiro que vincula as emergentes malformações congênitas ao Zika, deixa de lado outros fatores que podem estar incidindo no problema e minimiza que as extensas epidemias do Pacífico e a atual na Colômbia não informam casos de malformações e menos ainda microcefalia. Principalmente ignora o papel do modelo químico para o controle de vetores. Este modelo implica a utilização massiva de venenos químicos para tratar de diminuir ou erradicar a presença do mosquito e se realiza há 40 anos nas zonas mais vulneráveis do Nordeste brasileiro enquanto se multiplicam as epidemias, a pobreza, a marginalidade social, o desmonte e a alteração climática.

Desde o segundo semestre do ano 2014 o Ministério da Saúde brasileiro (5) deixa de utilizarTemefós (agrotóxico organofosforado diante o qual as larvas do Aedes se tornaram resistentes) como larvicida e incorpora massivamente o veneno Piriproxifeno cujo nome comercial éSumilarv fabricado pela Sumimoto Chemical, empresa japonesa associada ou subsidiária daMonsanto na América Latina(1,5).

A distribuição espacial por lugar de residência das mães dos recém nascidos com microcefalia mostra maior concentração nas zonas mais pobres, com urbanização precária e saneamento ambiental inadequado do Nordeste brasileiro. Extensas zonas do Recife e outras cidades do Nordeste com fornecimento de água potável de forma intermitente levou a estas populações a que armazenem em seu domicílio água em forma insegura, condições muito favoráveis para a reprodução do mosquito Aedes aegypti ao constituir “criadouros” que não deveriam existir e que são passível de eliminação mecânica, pela insuficiente proteção dos depósitos destinados ao consumo humano.(1)

O piriproxifeno é aplicado pelo Ministério da Saúde do Brasil diretamente nos reservatórios de água potável que utiliza a população de Pernambuco e outros estados; aqui a proliferação de mosquitos Aedes é muito alta (similar a situação nas ilhas do pacifico).(6) Este veneno,recomendado pela OMS, é um inibidor do crescimento das larvas de mosquitos alterando seus processos de desenvolvimento larva – pupa – adulto, gerando assim malformações nos mosquitos em desenvolvimento que ocasionam sua morte ou incapacidade. É um análogo do hormônio juvenil ou juvenóides do inseto, com o efeito de inibir o desenvolvimento de características de insetos adultos (por exemplo, as asas, o amadurecimento dos órgãos genitais externos) e reprodutivos, mantendo-o com aspecto “imaturo” (ninfa ou larva), quer dizer que atua por disrupção endócrina e é teratogênico.

As malformações que se detectam em milhares de filhos das mulheres grávidas que vivem nas zonas onde o estado Brasileiro colocou piriproxifeno na água para beber não parece uma casualidade, por mais que o Ministério da Saúde culpe diretamente ao vírus do Zika por este dano, trate de ignorar sua responsabilidade e descarte a hipótese do dano químico direto e acumulado por anos de disrupção endocrina e imunológica na população afetada. Os médicos da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) reclamam urgentes estudos epidemiológicos que considerem esta opção causal sobretudo quando entre os 3.893 casos de malformações confirmados em 20 de janeiro de 2016, 49 destas crianças tinham falecido e em cinco, somente, se tinha confirmado a infecção com Zika.(1)

Facilmente muitos gestores de políticas públicas, inclusive da OPS e da OMS, médicos epidemiólogos, sanitaristas, químicos e políticos em geral esquecem que os humanos, cada um de nós, temos implantado processos de desenvolvimento embrionários onde passamos etapas muito diferentes. A evolução do ovo ou zigoto a embrião, de embrião a feto e de feto a recém nascido, não está muito distante ao processo de desenvolvimento do mosquito afetado pelo piriproxifeno. Também com extrema facilidade tentam desconhecer que na espécie humana o60% de nossos genes ativos são idênticos aos de insetos como o próprio mosquito Aedes. E tudo é muito mais confuso quando são “assessorados” por especialistas de Fundações e empresas de inseticidas químicos (por ex.: Fundação Mundo São e Chemotecnica) ou os tomadores de decisão dos ministério da saúde são ex-empregados das empresas mundiais de venenos “para uso sanitário”.

Brasil fumiga contra o Aedes adulto utilizando malation, um composto organofosforado cancerígeno para a OMS. Paraguai adquiriu milhares de toneladas de clorpirifós para “derrubar” mosquitos, embora saibamos que clorpirifós afeta o cérebro em desenvolvimento de fetos e recém nascidos. Na Argentina o “controle” de vetores se faz com piretroides, um pouco menos tóxicos mas proibido na Europa por seus efeitos sobre as pessoas.

Para os médicos da ABRASCO o problema é que por trás destas decisões está a Organização Mundial da Saúde e a Organização Panamericana de Saúde com seus comitês de “Pesticidas” que não dialogam com os comitês ambientais, de saneamento e de promoção da saúde. Nestes orgãos os comitês que fazem a prescrição de uso e a regulação de compra dos insumos de controle vetorial para o mundo são imperiais. São esses organismos que convencem e dão o aval aos processos licitatórios dos governos nacionais.(1)

Como enfrentar estas doenças

A estratégia hegemônica para enfrentar estas doenças transmitidas por mosquitos e multiplicadas pela pobreza, a falta de saneamento ambiental, de excreções, de água segura, são programas de intervenção vertical, com venenos químicos (larvicidas e adulticidas) que desmobilizam a população ao depender todo o êxito das propriedades do veneno, que por sua vez os adoece, mata a predadores naturais dos mosquitos e gera a necessidade de repetir as aplicações para benefício das empresas de venenos químicos.

Numerosa informação científica independente demonstra como esta estratégia é defeituosa e somente útil para as fotos dos governantes de turno. As estratégias baseadas na comunidade, com participação e mobilização social dão melhores resultados frente a iminência das epidemias.(7,8,9) As medidas que possibilitam derrotar a doença estão vinculadas a justiça social e a equidade. Claramente os setores sociais afetados por dengue e Zika são os mais pobres e carentes de serviços e direitos.

Em alguns momentos muito puntuais pode ser recomendável fumigações massivas sobre aéreas habitadas, mas seus efeitos se limitam a diminuir o número de mosquitos adultos por 2 ou 3 dias, os que podem ser úteis quando chegam os dias mais frios, recordemos que com menos de 23°C o Aedes se imobiliza e não se reproduz nem alimenta.

Aplicações controladas ao redor da residência dos primeiros casos (controle de foco) são úteis em conseguir diminuir o avanço da epidemia, mas fumigar massivamente cidades inteiras requer uma análise custo sanitário (dano a saúde humana e ao ecossistema) vs benefício sanitário (controle e atenuação da epidemia) que não se justifica de nenhuma maneira “sanitária”, embora seja utilizada pelos governos e a imprensa hegemônica para simular que tomam medidas defendendo a saúde das pessoas.

Nossa experiência da epidemia de Dengue em Córdoba em 2009, onde participamos diretamente, mostrou que a distribuição dos casos correspondia a mesma distribuição da mortalidade infantil do ano 2007 e a distribuição da população com maiores necessidades básicas não atendidas, ou seja: falta de casa, trabalho, educação e salubridade, o que se pode apreciar nos mapas anexos.



Mortalidade infantil e dengue distribuição cidade de Córdoba

Fumigar massivamente não soluciona o problema, é só para gerar um negócio dentro do problema.

Nova estratégia: mosquitos transgênicos (novo negócio)

Neste marco se inscreve uma nova estratégia de intervenção sanitária no Brasil, que tentaram expandir a toda a região: Os mosquitos transgênicos.

A empresa Oxitec da Inglaterra vende mosquitos transgênicos machos para supostamente diminuir a população de Aedes. Estes mosquitos sofrem a inserção de um gene letal que se transmite à descendência ocasionando a morte das larvas se não for bloqueado por um antibiótico (tetraciclina).

O objetivo é que se liberem milhões de mosquitos machos que se acasalem com as fêmeas silvestres e que os ovos destas fêmeas gerem larvas que morrerão espontâneamente.(10,11)
O negócio é vender aos governos estes mosquitos de laboratório, logo as populações devem “proteger” aos mosquitos porque supostamente não é necessário nem recomendável eliminar os vasilhames com criadouros.

No Brasil neste momento se liberaram quase 15 milhões de mosquitos transgênicos e o fracasso é total, onde se realizaram ensaios a campo, menos de 15% das larvas eram transgênicas, ou seja, as fêmeas silvestres não aceitavam o mosquito inglês da Oxitec. A resposta: aumentar as liberações nos bairros pobres. (10)
Ademais, deve-se ter em conta que a biologia da doença mostra que a fêmea “pica” somente quando esta “grávida”, quando está gerando ovos ao ter sido fecundada por um macho; nesse estado e somente nele, porque necessita componentes do sangue para desenvolver seus ovos.Então se liberam milhões de mosquitos machos teria muito mais fêmeas fecundadas buscando sangue de mamíferos para sugar e se aumentará assim a transmissão da doença de pessoas infectadas a pessoas sãs!!!

Diante a ameaça do Zika fumigações massivas no Mercosul

Os governos do Mercosul alarmam com a ameaça do Zika e suas microcefalias e propõe mais do mesmo. O agronegócio oferece os serviços da Força Aérea da Soja para rociar cidades e povos.(12) O monocultivo, o uso massivo de agrotóxicos, o desmonte, a destruição da flora e fauna, o desequilíbrio ecológico, a alteração climática, a desigualdade, não são considerados como causa do problema.

À desigualdade social estas epidemias se somam desigualdade sanitária, os governos com agressão química geram desigualdade ambiental.

Referências:

1- NOTA TÉCNICA E CARTA ABERTA À POPULAÇÃO Microcefalia e doenças vetoriais relacionadas ao Aedes aegypti: os perigos das abordagens com larvicidas e nebulização química – fumacê. Janeiro de 2016. GT Salud y Ambiente. Asociación Brasileña de Salud Colectiva. ABRASCO.https://www.abrasco.org.br/site/2016/02/nota-tecnica-sobre-microcefalia-e-doencas-vetoriais-relacionadas-ao-aedes-aegypti-os-perigos-das-abordagens-com-larvicidas-e-nebulizacoes-quimicas-fumace/
2. Hennessey M, Fischer M, Staples JE. Zika Virus Spreads to New Areas — Region of the Americas, May 2015–January 2016. MMWR Morb Mortal Wkly Rep 2016;65(Early Release):1–4. DOI: http://dx.doi.org/10.15585/mmwr.mm6503e1er
3. Duffy MR1, Chen TH, Hancock WT, Powers AM, Kool JL, Lanciotti RS, Pretrick M, Marfel M, Holzbauer S, Dubray C, Guillaumot L, Griggs A, Bel M, Lambert AJ, Laven J, Kosoy O, Panella A, Biggerstaff BJ, Fischer M, Hayes EB Zika virus outbreak on Yap Island, Federated States of Micronesia N Engl J Med. 2009 Jun 11;360(24):2536-43. doi: 10.1056/NEJMoa0805715.
4. Oehler E, Watrin L, Larre P, Leparc-Goffart I, Lastère S, Valour F, Baudouin L, Mallet HP, Musso D, Ghawche F. Zika virus infection complicated by Guillain-Barré syndrome – case report, French Polynesia, December 2013. Euro Surveill. 2014;19(9):pii=20720. Available online:http://www.eurosurveillance.org/ViewArticle.aspx?ArticleId= 07202.
5. Sumitomo Chemical and Monsanto Expand Weed Control Collaboration to
Latin América. Sumimoto Chemical News Release December 09, 2014. http://www.sumitomo-chem.co.jp/english/newsreleases/docs/20141209e.pdf
6. Orientações técnica para utilização do larvicida pyriproxyfen (0,5 G) no controle de Aedes aegypti. Ministério da Saúde. http://u.saude.gov.br/images/pdf/2014/maio/30/Instrucoes-para-uso-de-pyriproxifen-maio-2014.pdf
7. Caprara, Andrea et al. “Entomological Impact and Social Participation in Dengue Control: A Cluster Randomized Trial in Fortaleza, Brazil.” Transactions of the Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene 109.2 (2015): 99–105. PMC. Web. 3 Feb. 2016.
8. Espinoza-Gomez, F, H Moises, and R Coll-Cardenas. “Educational Campaign versus Malathion Spraying for the Control of Aedes Aegypti in Colima, Mexico.” Journal of Epidemiology and Community Health 56.2 (2002): 148–152. PMC. Web. 3 Feb. 2016.
9. Andersson, Neil et al. “Evidence Based Community Mobilization for Dengue Prevention in Nicaragua and Mexico (Camino Verde, the Green Way): Cluster Randomized Controlled Trial.” BMJ : British Medical Journal 351 (2015): h3267. PMC. Web. 3 Feb. 2016.
10. Helen Wallace. Mosquitos Genéticamente Modificados: Preocupaciones actuales. TWN Biotechnology & Biosafety Series No. 15. Rapal Uruguay. Web. 3 Feb 2016.http://www.rapaluruguay.org/transgenicos/Mosquitos%20Gen%E9ticamente%20Modificados%20%20parte%20I%20y%20II.pdf
11. Genewatch UK. Marzo 2015. Mosquitos Genéticamente Modificados de Oxitec:¿Un enfoque creíble para abordar el problema del dengue?. Web 03 Feb 2016.http://www.genewatch.org/uploads/f03c6d66a9b354535738483c1c3d49e4/Mosquitos_Gen_ticamente_Modificados_de_Oxitec.pdf
12. La Nación. Alistan unos 135 aviones para fumigar Mercosur. Web 3 feb 2016. http://www.lanacion.com.py/2016/02/02/alistan-unos-135-aviones-para-fumigar-mercosur/
03 de Febrero de 2016

Equipe de Produção, Reduas, Coordenador: Dr. Medardo Avila Vazquez

Fonte: reduas.com.ar, título original: “Informe de Médicos de Povos Fumigados sobre Dengue-Zika e fumigações com venenos químicos“

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

CESAR TAYAR, O MITO JUNDIAIENSE CONTRA A CORRUPÇÃO, É PRÉ CANDIDATO A PREFEITO!!!


Cesar Tayar é dentista, presidente do PCB e blogueiro, dono do mais ácido blog de Jundiaí, o BLOG DO BEDUÍNO, especializado em denunciar tudo que ocorre na política local que a mídia e alguns jornalistas atrelados a grupos políticos escondem da população! 
Ao mesmo tempo que é temido pelos políticos que andam fora da linha, é respeitado por esses, pois todos conhecem seu caráter e suas matérias, que mostram a verdade, pois tudo é documentado, nada é inventado! Tentaram lhe calar e fechar seu Blog com ameaças e processos, mas nunca se intimidou, ganhou todos, pois a VERDADE SEMPRE PREVALECERÁ!!! 
De caráter incorruptível, não aceita que usem o que é público para benefício próprio. O que é do estado deve ser usado para o bem do cidadão, que paga seus impostos ou para os necessitados!
Foi o principal homem na derrubada do nefasto PSDB do poder de nossa amada Jundiaí, que transformaram nossa cidade em seu quintal de negócios, e hoje continua a demonstrar todos os desmandos desse nefasto partido e seus maus gestores, e todos que as fraudes políticas Pedro Bigardi - Durval Orlato, ex PCdoB / PT e hoje PSD/PROS vem cometendo, não só em seu Blog, mas também junto ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas, pois esses entraram com o discurso de moralização, mas enganaram 140.000 eleitores, pois tudo que condenavam das nefastas administrações do PSDB, fazem igual!!! O mais grave ainda é que ambos os grupos estão de mão dadas para unificarem o poder nessa eleição de 2016, visando a perpetuidade do poder entre eles, a fim de tentarem barrar outros candidatos que querem a coisa certa para Jundiaí!!!
Por sua luta incansável contra a corrupção e pelo que é certo, Cesar Tayar, se coloca como pré candidato a prefeito.

Conheçam o trabalho que esse valente senhor faz acessando:

www.cesartayar.blogspot.com.br - BLOG DO BEDUÍNO



quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

PEDRO BIGARDI PRIORIZA CARNAVAL À REMÉDIOS PARA A POPULAÇÃO!!!

Essa é a administração que usa o slogan totalmente mentiroso : 

"Cuidar da cidade, é cuidar de pessoas"

Enquanto Pedro Bigardi gasta R$ 1 milhão com o carnaval e juntamente com o vereadores se deliciam na festa com o dinheiro público, que isso não deveria ser permitido, pois isso não condiz com a lei, faltam remédios para a população de Jundiaí!!!
Está mais do que na hora de fazermos uma limpeza, pondo pra fora Pedro Bigardi e toda sua trupe bem como esses 19 pseudos vereadores, que só se preocupam com a população em época de campanha!!!




quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

BIGARDI TORRA DINHEIRO PÚBLICO E PÕE EM RISCO SEGURANÇA DE JUNDIAÍ!!!

O prefeito fraude política Pedro Bigardi, ex PCdoB, atual PSD, esperou o carnaval para confirmar a terceirização da frota de veículos da Guarda Municipal, sob alegação de contenção de gastos. Se isso fosse verdade, seria louvável, mas não é!!!

O custo dessa locação por ano sairá o absurdo de R$ R$ 3.138.359,52, o que daria pra comprar muitas viaturas novas, o que por alguns anos não dariam manutenção, mas preferem alugá-las. E por que???

O custo da manutenção da atual frota da GM ao ano é de R$ 380.000,00.

Quando uma viatura desses apresentar problema e parar, haverá a substituição imediata de outra idêntica ou Jundiaí contará com reservas? Não! Haverá uma viatura a menos, diminuindo a segurança!!!

O maior problema e perigo, é que a frota atual virará sucata, e não mais poderá ser utilizada, e ao final desse contrato de locação, os carros deverão ser devolvidos, ficando a GM de Jundiaí sem veículos, criando um verdadeiro caos, pois diminuirá a segurança, já falida pelo governador fascista Geraldo Alckmin! Ai a prefeitura deverá comprar novas viaturas, o que poderia já ser feito com o investimento anul de mais de R$ 3 milhões em locação!!!

A quem eles acham que enganam??? Só se forem os 19 pseudos vereadores, pois esses nem se pronunciaram e ainda foram pular carnaval na avenida, comendo e bebendo com o dinheiro público!!!

Não há oposição por parte dos 19 vereadores ao governo fraude política Pedro Bigardi, todos, até quem pela lógica deveria ser oposição, os do PSDB, o aplaudem e não contestam qualquer ação desse!!! Uma verdadeira conivência com todos os atos ilegais e errados dessa administração!!!

EU QUERO O FIM DO GOVERNO FRAUDE PEDRO BIGARDI E A TOTAL RENOVAÇÃO DOS 19 PSEUDOS VEREADORES!!!



sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

GOVERNO PEDRO BIGARDI E DURVAL ORLATO, A MAIOR FRAUDE POLÍTICA DE JUNDIAÍ!!!

A partir da próxima semana, postarei o plano de governo criado por Pedro Bigardi e Durval Orlato, o qual foi usado para se se elegerem.
Nesse plano, poderemos ver que não foi realizado quase nada do proposto, tudo não passou de atrativo para encher os olhos do munícipe jundiaiense e chamar votos, nem a questão da transparência foi respeitada.
É possível afirmar que foi um cheque sem fundos passado para a população, e como toda dívida, tem de ser cobrada e seus emissores responsabilizados.
A população queria mudanças, pois não mais tolerava os desmandos praticados pelo PSDB, que só fazia rodízio entre alguns de seus integrantes, transformando nossa Jundiaí em seu quintal de negócios, e usavam da prefeitura para beneficio próprio. Pedro Bigardi e Durval Orlato percebendo essa vontade da população, aproveitaram e criaram seu plano de governo e discurso em cima do que o munícipe queria escutar e o que queria que ocorresse, mas após se elegerem, passaram a praticar tudo aquilo que condenavam.
Tudo isso será mostrado ao decorrer da apresentação desse plano, uma das maiores fraudes políticas já criada em Jundiaí.
Atentem que, esses vendo o barco fazer água e querendo se desvincular da imagem do PT e do PCdoB, saíram em busca de outras siglas para tentarem se elegerem, Pedro Bigardi se filiou ao PSD, partido que integra seu governo e Durval foi para o PROS.
Pedro Bigardi é tido como traidor por ex apoiadores, pelo seu ex partido e integrantes, o qual usou para se eleger, por seus militantes socialistas e pela população.




quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

CONTANDO AS HORAS...


Estou contando as horas para o fim desse governo dessa fraude política Pedro Bigardi e o outro nem era pra existir, foi ressuscitado...
Jundiaí quis mudanças, pois não tolerava mais o nefasto PSDB transformando nossa cidade em seu quintal de negócios com grupos ficando milionários, mas infelizmente esse indivíduo que depositamos as esperanças, traiu Jundiaí, seus parceiros e até o partido que se elegeu. 
Pedro Bigardi não merece o respeito e muito menos o voto de qualquer um dos 140.000 votos que o elegeu.
FORA PT, PCdoB e PSDB e o próximo partido que essa fraude se filiar para querer enganar a população!!!
Quem quiser ir acompanhando quanto tempo falta, basta acessar esse link que irá para o relógio:

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

A VERGONHOSA VERDADE SOBRE OS CARGOS COMISSIONADOS, QUE NÃO SÃO DE QUEM OS OCUPAM!!!


Em matéria no Jornal de Jundiaí, sobre a questão dos 306 cargos de comissão que a administração fraude política Pedro Bigardi deverá demitir e devolver o dinheiro, podemos ver algo curioso na foto; ao invés dos ocupantes desses cargos que deveriam estar preocupados e eles estarem em reunião com o prefeito fraude política Pedro Bigardi, estão todos os vereadores!
O que significa isso? Será que todos os CC deram carta branca para os vereadores responderem por eles? Será que todos os vereadores estão preocupados com um possível problema social com a demissão dos 306 CC? Não! A verdade é algo vergonhoso que ocorre a anos em nossa cidade, criada pelas administrações passadas que abriram essa porta com a clara finalidade de captarem apoiadores para que trabalhassem para os políticos a fim de os ajudarem em sua reeleição e se perpetuarem no poder!
Pedro Bigardi sempre me dizia: Fernando, se eu for eleito, a primeira coisa que farei será acabar com essa farra de CC que ocorre com os vereadores, esses não devem ter nenhum CC! Mas tudo não passou de um grande engôdo, pois na sequência a sua eleição, pôs Gerson Sartori e Durval Orlato para negociarem com Jorge Haddad, "diretor da câmara", outro cargo imoral criado por Miguel Haddad, que por coincidência também condenado pelo Pedro, mas agora mantido, onde Jorge seria o meio de campo com os vereadores, e ai tudo que ele falou ser contra, passou a praticar. Posso dizer que o Pedro é uma pessoa de dois discursos, um usado para se eleger e o outro para ter o poder, mesmo que esse não seja dele, mesmo que ele esteja se enganando e engando aqueles que lhes depositaram sua confiança.
Quem serão esses 306 CC a serem demitidos? Podem ter a certeza que isso irá dar muita dor de cabeça ao Pedro, pois pela foto podemos ver que nenhum vereador vai querer perder os seus apoiadores ou melhor CC, mas ai temos outros envolvidos nessa administração que também não irão arredar pé. Como diz o ditado: Quem muito abaixa, mostra a bunda! 
Cargo de CC é uma grande afronta ao funcionalismo, que estudou, pagou pela prova e fez por merecer para ocupar aquele cargo, pois o CC muitas vez não tem qualquer profissionalização e capacitação da função que deverá exercer, que é a mesma de algum funcionário de carreira, e entra ganhando um salário muito superior, o que causa uma grande insatisfação e desmotivação no funcionalismo.
Cargos comissionados devem ser usados somente em posições estratégicas, se houver a necessidade de pessoal para alguma função, abre-se concurso ou poderá haver promoções.



terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

MP DÁ UM CALA BOCA EM PEDRO BIGARDI E DETERMINA: ACABE JÁ COM A FARRA DE CARGOS COMISSIONADOS E DEVOLVA O DINHEIRO!!!


O Ministério Público  através de liminar determinou que esse governo fraude política Pedro Bigardi, demita imediatamente 306 cargos comissionados que estão somente inflando as despesas da prefeitura sem qualquer funcionalidade e que DEVOLVA TODO O DINHEIRO!!!
Pedro Bigardi, em sua campanha dizia que iria diminuir o excesso de cargos comissionados, ou cargos de confiança, e os que fossem necessários seriam da cidade de Jundiaí. Seu discurso tinha como alvo o PSDB, que inflava a prefeitura com esses cargos, somente visando sua reeleição, vejam matéria:

Mas não foi isso que Pedro Bigardi fez, podemos então afirmar que seu discurso foi demagogo, criado somente com uma finalidade, agradar ao munícipe e o funcionalismo, para somente conseguir se eleger!

Em matéria recente Cesar Tayar, Secretário Político do PCB, e feroz oposicionista dessa fraude de governo bem como do PSDB, em seu Blog do Beduíno, informou que  a prefeitura vinha gastando R$ 80 milhões por ano, somente para custear 800 cargos de comissão, o que coloca essa administração em recorde, pois a do nefasto PSDB mantinha na sua saída em torno de 700 cargos de comissão, o que também é um absurdo!
Pedro Bigardi, trouxe para Jundiaí, todos os desempregados das prefeituras que o PT perdeu no estado de São Paulo e os desempregados do PCdoB, dando-lhes cargos de responsabilidade a muitos que nem sabiam as funções que deveriam estar exercendo, copiando o modus operandis do PSDB, que tanto condenava.

Nada como um dia após o outro para que seja feito justiça, pois Eu, Cesar Tayar e o PCB, protocolamos junto a prefeitura, solicitação de todos os cargos de comissão com base na lei de transparência, mas esse indivíduo em toda a sua arrogância e prepotência, informou que se quiséssemos, que procurássemos no diário oficial do município.

Mais mais uma vez os 19 vereadores não viram isso e nem sabiam da FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO, mas é que muitos desse cargos são por indicação dos vereadores!!!
Então se esses não estão cumprindo com o único papel que lhes cabe, o melhor é quando chegarmos na eleição não reelege-los, e muito menos querermos algum desses como prefeito, pois se não cumprem o papel na câmara, cumprirão muito menos na prefeitura!!!

FORA PEDRO BIGARDI E FORA OS 19 VEREADORES!!!

Nesse link, poderão ver a matéria na G1: http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2016/02/ministerio-publico-pede-demissao-de-cargos-comissionados-em-jundiai.html





PCB PEDE NA JUSTIÇA A PARALISAÇÃO IMEDIATA DOS LOTEAMENTOS NA SERRA DO JAPI!!!


PCB PEDE NA JUSTIÇA A PARALISAÇÃO IMEDIATA DOS LOTEAMENTOS NA SERRA DO JAPI!!!

O PCB na sua luta pelo direto do cidadão, pelo direito à vida e pelo direito a um futuro melhor, protocolou pedido de paralisação imediata dos loteamentos na Serra do Japi autorizados pela Prefeitura de Jundiaí, através de seu prefeito Pedro Bigardi, junto ao Ministério Público, pois entende que esses loteamentos colocam em risco toda a biodiversidade e abre-se um precedente para que a Serra do Japi comece a ser loteada desenfreadamente, destruindo por completo uma das poucas riquezas naturais preservadas no estado de São Paulo e que nós jundiaienses somos os privilegiados de termos em nosso território.

O incrível disso é vermos que o prefeito que autorizou é o mesmo que em seus discursos na campanha de 2012 era ferrenho defensor da Serra, dizendo que jamais haveria loteamentos durante a sua gestão, e quando Deputado Estadual, se movimentou para que a Serra do Japi fosse transformada em parque estadual. Mas hoje compreendemos a sua fala de 2012 com as suas atitudes atuais, pois tudo não passou de uma grande farsa, de um verdadeiro teatro criado por ele e seus assessores, para que fosse eleito prefeito, pois tem se mostrado igual aos outros que já passaram por Jundiaí e a transformaram em um verdadeiro balcão de negócios e exploração imobiliária.

Com mais essa atitude, o PCB se consolida como realmente o ÚNICO PARTIDO QUE FAZ OPOSIÇÃO VERDADEIRA ao PCdoB/PT, atual governo, apesar de haver uma debandada geral, e ao PSDB, que mesmo estando fora do poder há quatro anos, continua a receber muitas benesses políticas em nosso município.

Não adianta termos 19 vereadores na câmara municipal, pois esses não se pronunciam em momento algum, como é nesse caso, estando preocupados apenas com a reeleição.

A prova de que todos estão unidos com o único propósito de se manterem no poder, é que nem mesmo o PSDB, que na lógica deveria ser o maior partido de oposição, se pronuncia contra a atual administração, sendo que seus representantes fazem protesto via facebook, por incapacidade ou por oportunismo. Na hora de dizerem não ou de questionarem alguma medida, seguem o governo. Nossa câmara municipal é uma verdadeira fraude política, tanto quanto o prefeito Pedro Bigardi.

Nosso pedido junto ao MP:

Diante do exposto e dos sérios riscos a que está exposta a nossa Serra do Japi perante a ânsia pelo lucro fácil por parte dos especuladores imobiliários, pedimos ao Egrégio Ministério Público do Estado de São Paulo que intervenha neste caso impedindo a execução dos loteamentos em questão e que atue, junto ao executivo municipal, no sentido de que seja feita a tão necessária e urgente revisão da lei 417, o que poderá evitar, concretamente, uma depredação ambiental irreparável em nosso patrimônio ecológico, particularmente na Serra do Japi.

http://pcbjundiai.blogspot.com.br/2016/02/pcb-pede-na-justica-paralisacao.html

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

PEDRO BIGARDI AUTORIZA A DESTRUIÇÃO DA SERRA DO JAPI!!!


A FRAUDE POLÍTICA PEDRO BIGARDI AUTORIZA A DESTRUIÇÃO DA SERRA DO JAPI!!!

Fez toda a população de Jundiaí acreditar que seria contra a entrada de novos loteamentos na Serra do Japi, mas vejam só, está autorizando a instalação de 02 novos. 
Pedro Bigardi é uma grande ameaça a nossa cidade!!!
E ai novamente eu pergunto: ONDE ESTÃO OS 19 VEREADORES??? Dormindo em berço esplêndido, embebedados pelo poder e pelos benesses que lhes são proporcionadas!!!

Matéria extraída do Blog do Beduíno:

SERRA AMEAÇADA!!!

A Serra do Japi foi tombada pelo CONDEPHAAT através da Resolução 11 datada de 8 de março de 1993 e declarada Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1992. A riqueza hídrica da Serra mereceu a denominação de "castelo de águas" por parte de naturalistas europeus, segundo o professor Aziz Ab'Saber. A Serra do Japi também representa uma das últimas grandes áreas de floresta contínua do Estado de São Paulo.

No dia 20 de janeiro de 2016 o Conselho de Gestão da Serra do Japi e o COMDEMA concederam uma licença ambiental para a regularização fundiária de 02 novos loteamentos (Roberto Gambini e São Sebastião) localizados no território de gestão da Serra do Japi. Segundo o parecer da secretaria de planejamento da prefeitura, todas as compensações ambientais que não dizem respeito às APP's poderão ser feitas com a aquisição de áreas em outras regiões da cidade.

Portanto, a partir de agora é oficial: Loteamentos localizadas na Serra do Japi passam a ter diretrizes urbanas e a recolherem Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), sem a revisão da lei nº 417 que atualmente permite uma série de ocupações e edificações na Serra do Japi.

O resultado será que, em breve, milhares de imóveis e outros grandes empreendimentos virão se instalar na Serra do Japi comprometendo a sua biodiversidade e o seu potencial hídrico.

Trocando em miúdos: O alcaide morador da Malota e a sua secretária de planejamento apaixonada por bancos de jardim e humanizadora de viadutos, que estão sendo os pioneiros na emissão de carnes de IPTU para imóveis irregulares localizados na Serra do Japi, também estão se omitindo a fazer a revisão da lei nº 417 e, com isso, deixando todas as porteiras abertas para as ocupações na região da Ermida.

E o pior: Com esta postura Pedro Bigardi está estendendo as suas mãos aos conhecidos especuladores imobiliários de Jundiaí, atitude que ele sempre combateu antes de ser prefeito. Quem te viu, quem te vê.


sábado, 12 de setembro de 2015

JUNDIAÍ TEM VEREADORES PRA QUÊ???

Fiz matéria com essa pergunta em dezembro de 2014, quando Eu e Cesar Tayar através do PCB - Partido Comunista Brasileiro, tínhamos acabados de impedir uma licitação ilegal de veículos no valor de R$ 150 milhões, e nenhum vereador se incomodou com essa atitude da prefeitura, questionando o que estava acontecendo, e agora novamente após termos aberto mais dois processos investigativos no Ministério Público, um contra a atual gestão da fraude política Pedro Bigardi/PCdoB-PT pela destruição de área de APP na avenida Prof. Luiz Latorre, quando do carnaval em 2013, e outro da nefasta gestão de Miguel Haddad/PSDB, pela contratação de empresa de segurança para o DAE, por serviços em 45 dias ao custo milionário de quase R$ 10 milhões. Sem dizer nas denuncias anteriores, como a que se transformou em processo, a da coxinha de frango (drumet), superfaturada a preço de picanha. Mas não paramos por ai, estamos aguardando a analise de outras denuncias no MP, todas fundamentadas.
Por que os vereadores não conseguem enxergar esses atos ilegais da prefeitura? E nós cidadãos que não estamos envolvidos diretamente, conseguimos detectar irregularidades?

Ele dizem que fiscalizam o executivo através de requerimento, mas não fazem qualquer ação concreta, se fizessem os processos seriam abertos por eles!!! Vi vereador ensaiando discurso contra a prefeitura em página do facebook!!! Isso é uma verdadeira afronta a população que os elegem com a clara e única finalidade: FISCALIZAR OS ATOS DO EXECUTIVO!!!

É fato comprovado a servidão da Câmara para com o prefeito! Vimos em 2013, com a votação por unanimidade de um vereador do PT, Gerson Sartori, que acabava de ser eleito para seu mandato para ser o presidente da casa. Os vereadores do PSDB, partido que acabava de ser derrotado para a prefeitura, festejou essa eleição com o vereador Gustavo Martinelli cantando a música de campanha do Gérson ao declarar seu voto a esse. Pedro Bigardi, transformou em líder de governo, o vereador Marcelo Gastaldo, que em todas as eleições sempre criticou ferozmente a candidatura do Pedro a prefeito, sempre defendendo e pedindo votos aos candidatos do PSDB. E um ano antes da troca de presidente da casa, sabíamos que Marcelo Gastaldo seria o próximo presidente. Isso evidência a troca de favores entre legislativo e executivo, nefasto para toda um população e cidade, já que passa não mais existir oposição, não tendo o executivo seus atos contestados e fiscalizados.
Da forma como age nossa câmara, Jundiaí não precisa de vereadores, pois eles fazem e apoiam todos os pedidos do Prefeito. 
Sou completamente a favor da extinção da câmara, pois nos custa uma fortuna mensalmente e não dá resultados. Assim seriam criados Conselhos de Bairros, onde o próprio morador seria o representante e com certeza iria defender melhor sua cidade, e melhor ainda, não haveria custo, e todo esse dinheiro seria revertido em prol da cidade.








quarta-feira, 2 de setembro de 2015

PCB DE JUNDIAÍ TOMA A FRENTE E QUER A RETIRADA DE MUROS E CANCELAS EM BAIRROS RICOS QUE PROÍBEM ACESSO DA POPULAÇÃO!!!

Na esteira da segregação social em curso na cidade de Jundiaí, moradores do bairro capitalista Jardim Brasil fecharam a região sob as barbas do prefeito municipal e de sua secretária de planejamento.

Esta atitude contraria a Constituição Federal e o Supremo Tribunal Federal que garantem ao povo brasileiro o direito à locomoção, descartado pelas autoridades jundiaienses.
Na realidade está em andamento um processo de organização da cidade em guetos de riqueza cujo objetivo é separar a classe rica da classe operária e menos favorecida que está sendo empurrada para a periferia do município para não "incomodar" a aristocracia capitalista local.
Lembrando que outro bairro que fechou suas ruas a população é o Jardim Ana Maria, com a conivência do ex prefeito Miguel Haddad - PSDB.
Só um detalhe: As despesas comuns destes bairros que estão sendo fechados, serão pagas por toda a população de Jundiaí. 
Diante deste verdadeiro Apartheid social em que a cidade de Jundiaí vive, com a leniência das autoridades locais, o Comitê Municipal do Partido Comunista Brasileiro de Jundiaí protocolou uma representação junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo solicitando a intervenção daquele órgão no sentido de que os bairros que estão sendo fechados voltem à condição antiga deixando as ruas livres para a locomoção do munícipe, um direito inalienável do cidadão jundiaiense e brasileiro garantido pela Constituição Federal e pelo Supremo Tribunal Federal.



 




Nota Fernando Zingra: A grande hipocrisia disso é quererem barrar o acesso da população a esses bairros, mas continuarem a usufruir dos serviços públicos, pagos também pela população que querem barrar! 
Querem transformar um bairro em condomínio? Pois então que sejam justos, paguem pelo o que não é deles, ressarcindo o município de todos os gastos com os serviços públicos desde a criação, já que devido a manutenção desses, o bairro se valorizou e comprando todas as áreas públicas, incluindo as ruas, baseando o m² em valor de mercado, com o pagamento a vista, e deixem de usufruir do poder público, passando a agirem como realmente um condomínio, onde toda a manutenção desse é de responsabilidade de seus moradores.


O EMPRÉSTIMO DO BNDES QUE NÃO CHEGOU EM JUNDIAÍ! SERÁ QUE MIGUEL HADDAD IRÁ INVESTIGAR SEU GOVERNO???

A nebulosa historia do empréstimo de R$ 45 milhões do BNDES mas que só chegaram R$ 37 milhões na prefeitura de Jundiaí, durante gestão do então prefeito Miguel Haddad - PSDB.

Lembrando que Miguel Haddad é o deputado federal que disse que intimará o ex presidente Lula para depor na CPI sobre possíveis irregularidades com empréstimos do BNDES.


O SITU - Sistema Integrado de Transporte Urbano foi construído na gestão do ex-prefeito Miguel Haddad. Na época as pessoas pagavam várias passagens para se locomoverem de transporte coletivo pela cidade. Haviam duas alternativas para a solução deste problema: A instalação do sistema de bilhete único e a construção de uma rede de terminais urbanos. As duas propostas tinham o mesmo resultado, ou seja, o munícipe iria pagar apenas uma passagem para se deslocar para onde quisesse dentro de Jundiaí.

Apenas uma questão diferia os dois projetos: O sistema do bilhete único teria custo zero para a prefeitura enquanto que o sistema de terminais custaria ao erário, segundo as autoridades da época, módicos R$ 70 milhões.
Pasmem os senhores: O então prefeito Miguel Haddad escolheu a segunda hipótese preferindo implantar um projeto que custou aos cofres municipais R$ 70 milhões ao invés de não gastar nada com o bilhete único. Destes R$ 70 milhões, o valor de R$ 35 milhões foi gasto com recursos próprios da prefeitura e os outros R$ 35 milhões foram emprestados do BNDES.
Só um detalhe: O BNDES liberou esse dinheiro sem a apresentação dos projetos e dos orçamentos correspondentes.
Dias atrás a imprensa divulgou que o deputado federal pelo PSDB, Miguel Haddad, fará parte da CPI do BNDES instalada na Câmara dos Deputados com o objetivo de investigar todos os empréstimos sem a apresentação de projetos realizados por aquela instituição financeira.
Que tal o parlamentar jundiaiense começar o seu importante trabalho investigando o empréstimo de R$ 35 milhões que ele mesmo fez quando era prefeito da cidade na implantação do malfadado SITU ?

Vamos lá deputado. Vamos passar este país a limpo começando pelo seu próprio mandato como prefeito de Jundiaí. E pode ter a certeza de uma coisa: Terá o apoio dos vereadores, principalmente os do PT.

O vice-prefeito de Jundiaí, Durval Orlato, quando era um deputado federal, apresentou um requerimento endereçado ao ilustre Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, a respeito do empréstimo do BNDES para o SITU em Jundiaí.
Depois desse ato não tocou mais no assunto.
Por que o então deputado federal Durval Orlato calou-se ? Por que não foi a fundo nesta questão ? Sinistro, muito sinistro tudo isso.
Resumo da obra: Além da ausência de projetos, sumiram desprezíveis R$ 8 milhões do empréstimo do BNDES para o SITU e o então nobre deputado federal Durval Orlato fez um modesto requerimento só para fazer de conta que estava investigando. E ficou tudo por isso mesmo.
Leiam no link abaixo o requerimento emitido pelo então deputado federal do Partido dos Trabalhadores, Durval Lopes Orlato:

http://www.camara.gov.br/sileg/integras/158677.pdf